Artigos arquivados em " Junho, 2019"

Como funciona o radar de velocidade?

autoestradas

Preventivos, punitivos, tributários… Existe muita controversia sobre a idoneidade dos dispositivos automáticos de controlo de velocidade. Este artigo não se destina a aprofundar esta polémica mas a aprender como funciona o tipo mais comum de cinemómetro: o radar de velocidade.

Todos os tipos de de radar funcionam segundo o mesmo princípio básico: emitem uma onda eletromagnética em direção ao objecto a detetar, sendo esta onda refletida de volta para a antena. Analisando o sinal que retorna, podem ser conhecidas muitas características do objeto em questão.

Ler mais…

Quais as ferramentas que devemos levar no carro?

ferramentas para o carro

Antigamente, o porta – malas de um carro era mais parecido com um armário de um motor do que um espaço destinado a levar os pertences do(s) ocupante(s) do(s) veículo(s). Por exemplo, garrafas de óleo, garrafas com água e uma caixa de ferramentas pesada, viajam para cima e para baixo quase prevendo possíveis acidentes.

Hoje em dia, todos nós sabemos que os automóveis (ou melhor dizendo,os veículos) são pura electrónica. Assim, em última análise, a(s) melhor(es) ferramenta(s) para obter a resolução dos mais variados problemas consiste num computador portátil, um conector para o sistema de diagnóstico EOBD (European On Board Diagnosis) e o software adequado. Isto é, a maior parte dos problemas devem ser resolvidos pelos profissionais das oficinas (os mecânicos), tendo em conta o grau de confiança da mesma.

Porém, há algumas ferramentas para o carro, ou ferramentas básicas que qualquer condutor deveria levar no porta – malas do seu veículo.

Ler mais…

A massa do veículo

mala cheia
A massa do veículo está diretamente relacionada com três fatores básicos e essenciais na sua utilização, quanto maior a massa maior a energia necessária para desloca-lo, maior a dificuldade em fazê-lo mudar de direção e maior a distância necessária para pará-lo.

Em 1687, Isaac Newton, já tinha descoberto todas estas relações e escreveu na sua primeira lei diz que “Todo corpo continua em seu estado de repouso ou de movimento uniforme em uma linha reta, a menos que seja forçado a mudar aquele estado por forças imprimidas sobre ele”, mas vamos por partes e interpretar este assunto na perspetiva do mundo automobilístico.

Ler mais…

Escolha bem o seu capacete

Capacete para conduzir motos

O capacete. Não apenas é obrigatório, mas sim estúpido não usá-lo. Mas existem pessoas que ainda não estão convencidas, especialmente condutores com um grande ego e elevado nível de auto-estima, que utilizam a sua moto como uma passarela, para andar a mostrar os seus penteados estilosos.

Um crânio humano não pode suportar uma batida a mais de 17 km/h. A essa velocidade, o dano já é grave. Adicionando 13 km/h e circulando a 30 km/h, chega-se à conclusão de que qualquer colisão com um objeto sólido e com uma certa dureza, como uma guia de passeio, a estrada ou outro veículo, é a causa de morte em 98% dos casos.

Por isso se torna tão importante um capacete, para sua segurança. No entanto, aqueles que não os usam desconhecem a realidade que enfrentamos: tamanhos, pesos, materiais ou configurações de qualidade. O normal é comprar um capacete e utilizá-lo como apoio de resistência. Mas se o que realmente importa para nós é a nossa vida e não as multas que podemos apanhar, devemos saber muito bem como escolher um capacete.

Ler mais…

“Infotainment”, bom ou mau?

Infotainment, bom ou mau?

Infotainment, bom ou mau?

Infotainment é informação baseada em conteúdo de informação que também inclui conteúdo de entretenimento e que na vertente que nos interessa analisar pode ser adicionados a veículos, a fim de melhorar a experiência de ser condutor ou passageiros.

Os sistemas de comunicações e entretenimento integrados nos automóveis estão a chegar cada vez mais a todos, agora até os segmentos mais baixos em comercialização pelas diferentes marcas automóveis passarão a possuir os sistemas infotainment.

Ler mais…

O cor do veículo e a segurança rodoviária

Duarte Paulo_cores 2Quando vamos comprar um automóvel muitas vezes não ligamos muito à cor do veículo, é normal dar mais atenção às questões consideradas, como por exemplo saber, ou confirmar, se a marca é fiável? Se o modelo tem as características que necessito para o tipo de utilização que lhe pretendo dar? As opções que encomendei serão as que mais irei utilizar?

Depois chega a pergunta do vendedor “E qual é a cor que pretende?” E aí normalmente olhamos para o veiculo de demonstração ou para o catalogo e escolhemos a que nos agrada mais, assim dito parece simples.

Mas será que temos a noção que isso irá afetar a nossa rentabilidade quando pretendermos revender o carro que escolhemos? Que essa escolha afetará a probabilidade de estarmos envolvidos em acidentes? Que até a forma que as outras pessoas olham para nós enquanto condutores fica condicionada em parte pela cor do nosso automóvel.

Ler mais…

As estrada em mau estado, o consumo e a manutenção

Manutenção das estradas

Algum tempo atrás aconteceu-me um caso surpreendente. Digamos que, para ir do ponto A ao ponto B (cerca de 25 km) podia escolher entre dois caminhos. O primeiro é uma estrada com bom asfalto e em que você pode manter uma velocidade mais ou menos constante de 90 km/h, com relativa facilidade.

A segunda opção, uma estrada secundária com o piso destruído pela passagem de centenas de camiões diários, com muitas curvas, mas onde também pode ser mantida uma velocidade mais ou menos constante de cerca de 60 km/h.

Ler mais…

Velocidade vs distância de segurança

distancia segurança

O conceito de distância de segurança, ao abrigo do Código da Estrada é  algo de dúbia interpretação. Segundo a legislação em vigor “os condutores devem guardar dos outros veículos uma distância suficiente que lhes permita parar em segurança no caso de travagem ou paragem súbita”.

Não havendo, para automóveis ligeiros e veículos de duas rodas, uma distância mínima imposta, torna-se livre arbítrio a avaliação que cada condutor faz sobre o espaço que medeia duas viaturas que circulam no mesmo sentido, utilizando a mesma via de trânsito. O problema é que esta livre e individualizada avaliação do espaço existente entre o veículo precedente e o veículo posterior, normalmente, assenta em fatores como o egocentrismo rodoviário, prepotência ou simples ignorância, ao invés  de refletir o conhecimento sobre o espaço percorrido numa determinada distância, tempo de reação vs distância de reação ou diferentes dinâmicas de veículos vs diferente tipo de veículos.

Ler mais…

Apenas mudaremos dois pneus. Colocaremos os novos nas rodas dianteiras ou traseiras?

mudar-pneus

Os pneus são uma parte essencial da segurança activa do veículo, pois eles constituem o único ponto de contato entre o veículo e a estrada. Por esta razão, a nossa segurança depende diretamente do seu bom estado de conservação.

No entanto, por muito bem que tratemos os nossos pneus, tratando-os com cuidado, controlando a pressão e evitando golpes, cortes e outros ataques, chega um momento em que, seja por atrito ou pelo envelhecimento, devemos mudar os nossos pneus. Mas existem ocasiões em que a nossa carteira não permite trocar os quatro pneus de uma só vez ou podemos também ter dois pneus que ainda podem ser úteis.

E depois surge a eterna questão: colocar os pneus novos na dianteira ou na traseira do veículo?

Ler mais…

Quando há fumo há fogo…Tenha cuidado com as inundações e enchentes

Conselhos para conduzir com chuva

Durante os ultimos dias, vimos como as inundações proliferaram na Europa, com um nível de gravidade desconhecido por mim. Vimos como os rios transbordam neste mês de junho que parece março, quando o rio transborda ele alaga tudo: ruas, casas, túneis…. Fiquei assuntado quando vi uma das notícias que relatava que o rio havia subido a níveis perigosos em apenas 10 minutos.

O que fazer quando somos surpreendido por uma inundação? Devemos rever alguns pontos chaves para estarmos preparados da melhor forma possível, e isso inclui os peões. A primeira coisa a saber é que quando encontramos uma enchente, inundação ou lagoa de água (de alguma importância), o mais sensato é não nos considerarmos corajosos e achar que isso é muito perigoso. E quando vamos na estrada, se você estiver se sentindo corajoso e achar que pode continuar a toda velocidade, considere o aquaplaning e suas possíveis consequências.

Ler mais…