Artigos arquivados em " Dezembro, 2018"

Cuidados a ter com os pneus

pneus

Os pneus são o único ponto de contacto entre o seu veículo e a estrada, dedique-lhes um tempo verificando-os periodicamente. Dedique uma especial atenção antes de longas viagens ou após longos intervalos sem andar com o veículo.

Verifique a pressão dos pneus pelo menos uma vez por mês, um pneu pode ter uma pressão insuficiente sem o parecer, verifique-os também antes de uma longa viagem ou quando o veículo vá em plena carga, ou se vai circular em autoestrada ou via rápida, onde o veículo circula a alta velocidade por longos períodos.
Ler mais…

Por essas estradas de Portugal

estrada-nacional-125

Como grande parte dos portugueses neste mês de agosto e uma boa parte espanhola, rumei a terras algarvias em busca de recarga de baterias. Não das baterias do meu automóvel, mas das baterias da família. E se decidi, assim o fiz e coloquei-me à estrada, não sem antes verificar o estado do meu automóvel, itinerário a seguir e melhor hora para dar inicio à viagem. Não ficaram esquecidos os locais para fazer paragens de repouso.

Com o GPS programado com inicio programado desde a entrada da A1 em Aveiras de Cima, desde o meu ponto de partida até aquele local, resolvi utilizar a Estrada Nacional 109. Como é meu costume, não vou com grandes pressas de chegar e procuro adaptar a velocidade de forma a puder poupar algum combustível também, assim como a distância de segurança.

Numa viagem cujo GPS definia como demorar 5,23 horas, eu realizei-a, já com paragens incluídas, em cerca de 6,30 horas. Para muitos é uma loucura de tempo, no entanto para mim e para a família foi uma viagem que se fez muito bem. Chegámos muito a tempo das férias, da praia, do sol e de umas boas banhocas.

Ler mais…

Sensibilização rodoviária para idosos

Sensibilização rodoviária para idosos

A idade vai passando e o condutor vai perdendo, de forma natural ainda que muitas vezes não aceite, a suas capacidade psicomotoras, ou seja a sua capacidade de reação, muito por culpa da deterioração da visão, audição, perceção, etc… Esta não aceitação leva a que muitos condutores séniores desenvolvam manobras que entram em conflito com a segurança rodoviária.

Para que haja uma maior aceitação à mudança e deste modo aumentar a segurança das pessoas idosas, sejam elas condutores ou peões, a FUNDAÇÃO MAPFRE, a Policia Municipal de Lisboa e a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa estabeleceram uma parceria afim de desenvolverem ações de prevenção e formação rodoviária a idosos. Assim, no dia 19 de Setembro arranca o projeto Segurança (+)65, projeto que vai promover ações mensais ao longo de dois anos, com exceção aos meses de Julho, Agosto e Dezembro.

Ler mais…

Condução em zona de incêndios

Condução em zona de incêndios

Há dias ao conduzir senti-me desconfortável, mais que desconfortável, estava realmente incomodado. Conduzir é algo que adoro fazer, mas estava a ser um suplício, estava muito calor e estava com dificuldades em respirar, o motivo principal? O fumo dos incêndios!

No verão e sempre que o calor aperta começa o flagelo dos incêndios e quando as condições atmosféricas são propícias à propagação das chamas, como pouca humidade e vento forte e sem uma direção definida, ainda somos mais afetados por este drama.

É uma importante questão de segurança rodoviária a atenção que deveremos ter quando circulamos em áreas próximas às que estão em chamas ou mesmo em fase de rescaldo, o fumo é altamente tóxico e além de incomodar, pode provocar uma série de problemas de saúde, que dificulta até a realização de tarefas que normalmente não temos problemas em executar. Ler mais…

Motos e curvas (3): Mais sobre controlo de velocidade, relaxamento e posição

Motos e curvas
Na terceira parte desta série denominada Motos e curvas, basada no livro A twist of the wrist, vamos aprofundar um pouco mais sobre como controlar a velocidade. Para o caso de se esquecer, após as possíveis férias de Agosto e consequente pausa, de dar uma olhadela na segunda parte, onde já tratámos o tema do controlo da velocidade e a sua importância para evitar a instabilidade da moto.

Quando se deve acelerar? Questionareis. Pois tão rápido quanto for possível. Não existe uma regra fixa, nem no ápice da curva, nem depois, nem antes. Simplesmente, logo que possível. Com isso conseguir-se-á que a moto permaneça estável enquanto fazemos a curva. Mas devemos estar atentos, abrir o gás não significa acelerar como se não existisse um amanhã. Devemos fazê-lo com suavidade.

Ler mais…

O que é o EDL ou Bloqueio Electrónico do Diferencial?

EDL - Bloqueio Electrónico do Diferencial

O que é o EDL? Imaginemos que chegamos a uma encosta e, a meio do trajeto, encontramos um lamaçal que apenas afeta as rodas de um lado do veículo, por exemplo, as da direita. Se ao passar por esse lugar acelerarmos para subir a encosta, as rodas do lado direito patinarão, perderão aderência.

As consequências desta perda de tração e o desequilíbrio que o veículo sofre tanto podem ser cómicas como realmente graves, dependendo das circunstâncias. No melhor dos casos não conseguiremos sair do lugar; no pior, descairemos para trás, pela encosta abaixo. Esta perda de tração específica da lateral do veículo pode ser atenuada graças ao bloqueio eletrónico do diferencial.

Ler mais…

Motard ou motoqueiro?

 

moto001

Não tendo grande experiência na condução de motociclos, tenho o conhecimento técnico das normas de segurança preventiva para a condução do mesmo. Ou seja, tenho presente, em primeiro lugar que, apesar de estar legalmente habilitado a conduzir qualquer motociclo, não tenho experiencia suficiente nem disponibilidade emocional para me entregar à realização de determinadas manobras ou velocidades aos comandos de um veículo de duas rodas.

Existem diversos tipos de motociclos; Trail, pista, chopper, turismo, scooter, etc… cada tipo de motociclo, apesar de tecnicamente se conduzir do mesmo modo, têm reações diferentes na mesma situação.  Tal deve-se ao facto de os diversos tipos de motociclos terem diferenças físicas, nomeadamente no centro de gravidade, dimensão das rodas, diferença do espaço entre eixos, direção avançada ou recuada, posição de condução, entre outros.

Cada um dos pontos atrás mencionados faz toda a diferença. Por exemplo na abordagem e desenvolvimento de uma curva, com uma moto de pista utiliza-se mais a inclinação do corpo no auxilio à definição da trajetória na curva, mas com uma chopper utiliza-se mais a direção, uma vez que esta tem o centro de gravidade e os pousa-pés mais perto do chão.

Ler mais…

Responsabilidade e postura rodoviária do cidadão

Passagem de peoes

A segurança rodoviária é uma atitude de cada um de nós. Entre os diversos elementos que estão presentes no Sistema de Circulação Rodoviária, existe um que é comum a todas as vertentes. Esse elemento é cada um de nós que estamos a ler este post. E esse elemento é o mais importante de todos, uma vez que é o elemento capaz de analisar o meio envolvente e decidir como agir em conformidade, de acordo com os seus conhecimentos e experiência, sempre na busca da segurança.

Nós, elementos de preponderância elevada, surgimos no SCR no papel de peão, condutor e passageiro. Em qualquer um destes papeis devemos apresentar uma postura positiva e ponderada, capaz de criar as melhores condições de interação entre os diversos utentes da via. Muitas são as vezes em que praticamos ações de risco, não as identificando como tal ou não as reconhecendo efetivamente.

Ler mais…

Como controlar por voz as suas apps

Aplicações para telemóveis
Depois de escrever sobre algumas apps, as suas vantagens e os cuidados a ter, quero agora apresentar-vos uma app que ajuda na utilização outras apps durante a condução. Trata-se da “NavFree Speak and Drive” e permite controlar por voz as suas apps, transformando em mãos livres as aplicações mais comuns que podem ser usadas numa viatura.

Relembro que ao conduzir deve ter sempre em atenção que tudo o que implicar demasiada “distração” é uma fonte de insegurança, quer para si como para quem viaja consigo e para quem se cruza consigo, se pretende saber mais pode consultar quais as principais causas de acidentes.

Ler mais…

Um Verão mais seguro

bombeiros 2

Quando falamos em sinistralidade rodoviária, normalmente falamos de números. Sim, é verdade que já dei inicio a uma outra publicação com esta mesma frase, no entanto não deixa de ser uma afirmação verdadeira. Acontece que essa avaliação apenas, aos olhos de todos, está direcionada aos condutores de um modo geral, raramente se desmultiplicando em setores específicos.

No entanto, quando alguém se preocupa com o bem-estar daqueles que poucos se lembram, podem acontecer ações de importância elevada, com resultados fantásticos, por vezes muito acima dos projetados. E quando tal acontece, os organizadores, colaboradores e parceiros sociais atingem um grau de satisfação elevado.

Ler mais…