Os sistemas de segurança passiva

As marcas do impacto terminam no início do habitáculo, os sistemas de segurança passiva fizeram o seu trabalho

A maioria das pessoas quer levar o seu carro pessoal desde a porta de casa até à porta do trabalho. São muitas as que ainda demoram um tempo significativo, cobrindo uma grande distância. Desta forma, constatamos que o tempo que passamos diariamente num carro é significativo. Por tudo isto a segurança de um automóvel é cada vez mais valorizada.

Também devido às distrações constantes da condução diária em trajetos repetitivos os fabricantes incorporam mais elementos de segurança. Os sistemas de segurança passiva são os melhores amigos nestes casos. Descubra o que podem fazer por si. Ler mais…

Crash tests: Serão os carros mais seguros para os homens do que para as mulheres?

crash tests

Em 1966, os Estados Unidos inauguraram o Departamento dos Transportes, mas só em 1979 é que começaram a realizar provas de teste com automóveis para publicar os resultados e tirar as suas conclusões. Foi graças a estes crash tests que, em 1984, passou a ser obrigatório que os carros estivessem todos equipados com o cinto de segurança, uma enorme vitória da segurança rodoviária.

Ler mais…

A União Europeia aperta a regras de segurança rodoviária

As novas regras de segurança rodoviária preparam o caminho para a condução autónoma

Os veículos novos trazem novas tecnologias propostas pelas marcas, para diferenciá-los dos demais. Mas as entidades reguladoras também estão a impor a adoção de novas regras de segurança rodoviária. Nesse sentido serão usadas novas tecnologias aplicadas aos novos carros. Assim, na União Europeia (UE) todos os automóveis novos, vendidos a partir de maio de 2022, terão de estar equipados com uma panóplia de tecnologia que visa aumentar a segurança.

Bruxelas concordou com um lote de novas regras obrigatórias para os equipamentos de segurança dos automóveis. Saiba quais os sistemas que os veículos novos possuirão daqui a 3 anos. Ler mais…

Encaminhados para a distração

Encaminhados para a distração: Este é o ecrã de 49 polegadas no Byton M-Byte que substitui o painel tradicional

Se não tem um carro novo há algum tempo, ou não esteve num veículo recente à pouco tempo, talvez não tenha reconhecido a imagem acima. Não é um simulador de condução, nem uma consola de jogos, nem a nova televisão da moda. Este é o interior, mas principalmente,  é o painel de instrumentos dum veículo cuja produção está prevista iniciar-se este verão.

A industria automóvel aposta forte na revolução tecnológica. Eles são veículos elétricos, híbridos, ou até autónomos… ou quase! Cada vez com mais informação disponível e para mostrar nos ecrãs cada vez maiores. Será que estamos a ser encaminhados para a distração? Ler mais…