Perfil de Duarte Paulo

  • Nome:   Duarte Paulo
  • Site:  
  • Quem sou eu:   O meu nome é Duarte Paulo, estou ligado à indústria automovel à quase 20 anos. Já fui proprietário de um negócio de venda de acessórios de automóveis e outro de venda de automóveis. O convite para colaborar com o projeto "Circula Seguro" deixou-me bastante satisfeito e com vontade de trabalhar para contribuir para a redução da sinistralidade nas estradas. Em resumo, adoro automóveis e adoro conduzir.

Artigos por Duarte Paulo

Evolua numa escola de condução defensiva

 

As escolas de condução existem para ensinam a conduzir? Ou será como muitos dizem, ensinam como passar o exame que permite obter a carta de condução. De qualquer forma, nelas aprendem tanto os particulares como os futuros profissionais da condução. Quando as necessidades são muito díspares.

Numa escola de condução “normal” as aulas de condução são muito pouco “moldadas” de acordo com o nível de habilidade do aluno. Tipicamente as aulas iniciam-se com a componente teóricas e depois, práticas. No fim do plano de aulas legalmente exigidas, o aluno deverá estar preparado para efetuar o exame e obter a carta. Mas será que aprendeu tudo o que necessita? Saiba como pode evoluir numa escola de condução defensiva. Ler mais…

Quanto gasta num quilómetro?

Quando calculamos qual o custo que teremos com uma viatura, pensamos sobre o preço de compra e qual o combustível que gasta. Analisámos o consumo anunciado pela marca. Fazemos contas e decidimos.

Mas o custo dum carro é muito mais que somente estes dois aspetos. Envolve muitos mais parâmetros que tem que ser levados em consideração. Senão corremos o risco de ter uma análise parcial que trará surpresas quando fizermos as contas reais. Descubra aqui quais os itens que deve ter em conta para calcular quanto gasta num quilómetro. Ler mais…

Os carros na América

4

 

O dia de amanhã é o dia nacional dos Estados Unidos da América, o famoso 4 de julho. A sociedade americana foi altamente influenciada pela cultura automóvel, especialmente no pós Segunda Guerra Mundial. Isso aconteceu porque devido ao crescimento económico da época, pois houve disponibilidade da classe média para investir em automóveis.

Na Europa, a bonança económica não foi tão grande no mesmo período. Talvez por isso ficamos com a impressão que eles têm carros grandes e “espalhafatosos”. Mas atualmente, com a globalização, as marcas começam a oferecer cada vez mais modelos globais. Vamos rever os ícones e quais os carro que os americanos compram. Ler mais…

Manutenção programada é boa para a sua carteira?

 

Quando compra uma viatura, seja nova ou usada, pensa em qual será o custo de mantê-la. Nesse campo a manutenção programada facilita as contas e o uso do carro. Pois permite ao proprietário estar descansado de que o veículo estará preparado para o uso no dia-a-dia.

Os programas de manutenção de cada modelo podem variar de modelo para modelo, dentro de cada marca. Devido a determinada caraterística especifica, ou uma motorização diferente, podem estar sujeitos a intervenções distintas. Saiba se a manutenção programada é boa para a sua carteira? Ler mais…

O verão está a chegar, está preparado?

Apesar de tímido o verão está a chegar. Com ele, chega também (ou há de chegar) o aumento da temperatura, das longas filas para sair da cidade e um aumento dos turistas. Tanto de estrangeiros como o regresso de emigrantes em férias. Por isso, devido ao aumento de veículos e da falta de conhecimento da zona, aumenta o pára-arranca nos centros urbanos.

Garanta que o seu veículo está em condições de suportar o desgaste adicional que implica circular nestas condições. Se não o fizer pode estar em risco de ficar apeado. Saiba como pode prevenir falhas e garantir que o seu verão seja uma boa recordação. Ler mais…

Carros autónomos entre avanços e recuos

 

O termo “carros autónomos” designa quaisquer veículos terrestres com capacidade de se deslocarem sem terem os controlos operados por um condutor humano. Funcionam incorporando um conjunto de tecnologias. Agregam sensores e sistemas de controlo para monitorizar o ambiente que rodeia o veículo e atuadores para manipular os controlos.

A programação do software determina quais as melhores opções e atua da forma que considera a mais segura e confiável. Mas o objetivo é superar o que poderia ser obtida por um condutor humano. Será que os avanços tecnológicos estão a caminhar no sentido da aceitação? Alguns percalços estão a tornar o caminho mais “agitado” que o previsto. Saiba mais aqui. Ler mais…

90 anos a conduzir pela direita

 

Já alguma vez se perguntou porque é que circulamos à direita? Aproveitando o embalo, sabe à quanto tempo é que foi legislada a circulação à direita em Portugal? O título já responde à questão de quando foi introduzida a norma.

Em Portugal, foi no dia 1 de junho de 1928 que entrou em vigor a regra de circulação que decretou a obrigatoriedade de circular à direita. Descubra alguns dados curiosos sobre o lado da estrada que circulamos. Veja o mapa com os países e os lados por onde se circula mundo fora.
Ler mais…

As marcas mentem sobre o peso do seu carro?



Sempre que uma marca lança um novo modelo anuncia mais segurança, mais itens de infotainment e menos consumo. Mas estas alegações serão compatíveis entre si?

Uma panóplia de equipamentos aumenta a massa do veículo, elevando o seu peso. Mesmo com melhorias na eficiência dos motores, será que as marcas são verdadeiras quando anunciam o peso dos seus veículos? Vamos descobrir.
Ler mais…

Os carros modernos valem mais que seus predecessores?

 

Em todos os lançamentos de novos modelos é anunciado um rol de melhoramentos e capacidades mais apelativas. Mas será mesmo assim em todas as novas versões? Será que as todas as versões mais recentes são melhores que as antigas?

Será que as promessas são reais? Será só a ilusão da novidade? Será que os modelos anteriores simplesmente perderam valor? Qual o real impacto na carteira de quem os compra. Vamos analisar alguns casos para que tire as suas ilações. Ler mais…

Novas tecnologias aplicadas aos automóveis

Num futuro próximo será possível estar a passear de carro e quando se sentir “farto” de conduzir, deixar de o fazer. Poderá virar os bancos para a traseira, para conversar e interagir com os outros passageiros. Primeiramente terá que informar o sistema de qual o seu destino e só depois poderá passar o comando para o carro autónomo.

Por enquanto, ainda não é legal fazê-lo. Mas já é possível fazer muita coisa que era considerada ficção científica à um par de anos atrás. Descubra aqui outras novas tecnologias aplicadas aos automóveis. Ler mais…