Artigos na categoria Segurança activa

Novas tecnologias ao serviço dos semáforos e da segurança rodoviária

Novas tecnologias nos semáforos

Os semáforos servem, como é do conhecimento geral, para regularem o trânsito nas intersecções, de forma a permitirem que haja uma melhor fluidez do tráfego e um aumento na segurança rodoviária.

Todos sabemos que é assim, mas nem todos cumprimos essa indicação, nomeadamente, quando se trata de semáforos controladores de velocidade. Ler mais…

Esteja atento aos travões

15598261878_1951817d58_k

O sistema de travagem é um dos elementos mais importantes na mecânica dos automóveis e motos, em conjunto com o sistema de direção são os dois componentes mais importantes de qualquer veículo.

No caso especifico dos travões, são projetados, desenhados e dimensionados, com o objetivo de garantir uma capacidade de desaceleração do veículo considerada eficaz perante uma utilização regular do mesmo. Ler mais…

Uma vez mais, a formação dos condutores de INEM

Uma vez mais a formação INEM

Para Portugal é uma honra ter uma instituição como o INEM, nomeadamente no que diz respeito à sua operacionalidade; isto é, a atuação no socorro a quem dele necessita.

Acontece que, na sua prestação de socorro, mais propriamente na sua deslocação ao encontro das situações e emergência, a sua prestação rodoviária está repleta de constantes riscos. Ler mais…

Posso exceder o limite de velocidade, se pretender ultrapassar?

velocimetro

Parece ser do censo comum que não é possível exceder o limite de velocidade em qualquer situação que seja, no entanto, por vezes, para ultrapassar, há condutores que o fazem com a justificação de que – foi só para ultrapassar.

Segundo a legislação portuguesa – o Código da Estrada – os limites de velocidade estão previstos numa tabela, podendo verificar-se que vão variando mediante cada categoria de veículo a que são atribuídas.

Ler mais…

Imprudência é causa de quase 90% dos acidentes com motos

1374333001moto_boa

Quase 90% dos acidentes que envolvem motos são resultado da falta de cuidado dos condutores, aponta pesquisa divulgada pelo Instituto de Ortopedia e Traumatologia (IOT) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. “[A principal causa] é o comportamento, a falta de perceção de risco. Conduzir uma moto tem consequências e quem paga o preço é o motociclista, que é a principal vítima. Isso ficou muito claro”, avaliou a médica Júlia Maria Greve, coordenadora da pesquisa. Ler mais…

A travagem e as distâncias de segurança

distancia-segurança

Antes de começar a ler este artigo peço-lhe que responda a questão: Qual a distância de segurança ideal quando circula a 100 km/h? E a resposta não é, “uma que garanta a segurança.” O desrespeito por estas distâncias, é muitas vezes causador de acidentes, originando congestionamentos, mortes, feridos graves e outros acidentes, no mesmo ou no sentido contrário. Quem nunca esteve na via rápida, no meio do transito? Ler mais…