Enganaste-te no caminho? Mais à frente está a solução.

Enganaste-te no caminho? Mais à frente tens a solução

“Para a frente se faz o caminho” e “Todos os caminhos vão dar a Roma“. Estas são duas frases muito utilizadas e que fazem todo o sentido na circulação rodoviária e sua segurança. Afinal, todos os caminhos irão dar ao nosso destino, seja com uma volta maior ou menor. Olhar para trás e ficar a lamentar um erro, jamais nos fará regressar antes de ele se ter dado.

Quando circulamos, seja por que razão seja, muitas são as ocasiões onde nós, comuns e mortais condutores nos enganamos num determinado trajecto ou nos esquecemos de mudar de direcção naquele cruzamento que nos irá levar ao nosso destino.

A solução para o nosso erro.

Por vezes, temos estabelecido um caminho a seguir quando nos deslocamos para um determinado lugar. Acontece que esse caminho nem sempre é do nosso domínio, o que nos leva a um estado de alerta permanente, na busca da melhor informação, que poderá surgir através de sinalização gráfica vertical.

Essa atenção acrescida poderá não ser a suficiente e, quando damos conta, acabamos de passar a “cortada” para o caminho que desejávamos seguir. Reacção instantânea, travar, tantas e tantas vezes sem ter o cuidado de perceber quem circula atrás de nós e não está conhecedor das nossas intenções.

Como o “para a frente é que é o caminho”, devemos, em caso de engano, seguir esse caminho dianteiro e iremos verificar que, mais adiante, nos aguarda a solução ao nosso erro, distração ou o que lhe quisermos chamar.

O facto de não se travar bruscamente, vai fazer com que não provoquemos um acidente rodoviário, não nos magoemos ou a outros e não percamos tempo que nos vale ouro. Ao seguirmos o caminho em frente, iremos encontrar uma rotunda, onde poderemos inverter o sentido da marcha e, já no regresso, seguir a direcção pretendida.

Outra das soluções será, naturalmente, mudar de direcção na próxima intersecção e procurar nova indicação sinalectica ou simpatia de algum transeunde que nos indique que itinerário seguirmos para encontrarmos o “tal caminho”. Lamentaremos desta feita apenas os cinco minutos perdidos em busca de novas soluções.

Foto¦ Mail On-Line