Férias: A melhor altura para verificar os pneus

férias

Está quase a ir de férias, verifica o nível do óleo, os faróis, as pressão dos pneus, o líquido refrigerante… Mas, já verificou o estado dos pneus? Em muitas ocasiões é um dos grande esquecimentos antes de uma viagem longa e talvez seja um dos que deveria estar em melhores condições no nosso veículo. Verificá-los com atenção e comprovar se estão com a pressão correta irá aumentar, entre outras coisas, a segurança e o conforto durante a viagem.

Sabe por onde começar?

férias

Verões de estradas cheias, engarrafamentos e altas temperaturas, como afetam os nossos pneus? Desde logo devemos ter certas precauções, pois cada época do ano corresponde a circunstâncias específicas, às quais o nosso veículo deve adaptar-se. Falando, em concreto dos pneus, 15% das avarias que acontecem no verão estão relacionadas com a falta de manutenção dos mesmos, que derivam em rebentamentos, cortes e, claro, acidentes. Aqui damos-lhe conta de uma série de passos que o vão ajudar a não deixar nada por verificar antes de sair:

  1. Comprove a válvula do pneumático, pode não ser esta a parte mais importante a priori, mas é o único elemento que mantém a pressão adequada (se funcionar como deve ser). Se não for assim, pode ir perdendo ar progressivamente até provocar uma rutura da carcaça exterior, um motivo mais do que suficiente para ter um imprevisto.
  2. Ajustar a pressão de forma mais ou menos correta é algo que deve fazer ao longo do ano, ainda mais quando se prepara para sair de viagem, mas no verão é mais importante ainda. Ainda existem mitos e lendas de que falaremos mais a frente, mas enchê-los a cada quinze dias ou pelo menos uma vez por mês é importante caso queiramos poupar combustível e também na compra de peneumáticos novos.
  3. Claro, a verificação dos pneus deve ser feita a frio. Que não lhe passe pela cabeça fazê-lo a meio da viagem ou à chegada, ao fim de 600km. Se a verificação do óleo, por exemplo, poderia resultar em queimaduras muito graves, no caso dos pneus, a medição seria incorreta pela dilatação do calor.
  4. No verão faça estas verificações mais frequentemente, uma vez que as temperaturas elevadas afetam a pressão e com isso pode aumentar o tempo de travagem, além de ser mais suscetível a deformar a carcaça e, de seguida, rebentar.
  5. É também importante dizer que o acerto das pressões deve ser sempre feito de acordo com as recomendações do fabricante que estão no veículo (depende do modelo) ou no manual do carro.
  6. Nestas férias tente não sobrecarregar o veículo com bagagem em excesso. Como veremos, com o veículo exageradamente cheio, a pressão do pneu terá de ser alterada. Do mesmo modo, ao descarregar, a pressão deve voltar ao seu estado normal e adequado.
  7. Pneus 4 estações são uma boa escolha. Aguentam qualquer época do ano e atuam muito bem perante condições climatéricas adversas. Se quiser ter menos uma preocupação, escolha este tipo de pneus.

Algumas lendas sobre as quatro rodas

férias

Quando enchemos os pneus, introduzimos ar frio até ao limite adequado, segundo o fabricante. Por que é que, então, a pressão aumenta ao andar? Simples. O calor provocado pela temperatura exterior e o andamento no alcatrão que está ao sol, faz com que o pneumático dilate mais. Talvez não seja um valor exagerado, mas deve-se tê-lo em conta na hora de escolher a pressão mais adequada.

Então, a solução é colocar menos pressão no verão, certo? Correto, dado que com o calor o pneu irá dilatar. O conveniente é que escolha a pressão mais baixa entre as opções recomendadas pelo fabricante. Em qualquer caso, as indicações são muito fiáveis e qualquer número entre o mínimo e o máximo estará perfeitamente adequado. Não tema.

Se sair em viagem com o carro carregado, talvez surja mais uma dúvida. Mais pressão com o carro cheio? Este peso extra que os pneus vão suportar deve ser compensado com um aumento da pressão para esse deslocamento em concreto, como já referimos. O máximo recomendado pelo fabricante será mais do que adequado, neste caso. Quando chegar ao destino, volte a colocar as pressões standard, depois de ter as rodas frias, claro.

férias

Em que estação do ano é mais importante medir a pressão? Em todas, sem excepção. Sempre que fizer uma deslocação de longa distância é importante ajustar a pressão dos pneus. Claro que no verão estes trajetos são mais habituais, mas se seguir os nossos conselhos não vai ter qualquer problema.

Se quiser poupar algum dinheiro, manter a pressão correta também é uma boa ideia, pois o desgaste normal do pneu só acontece nessas condições. Uma pressão maior ou menor vai levar a um desgaste maior e também a consumos de combustível mais elevados.

O pneu perfeito para a condução perfeita

Para saber se os pneus estão em bom estado, deve observar o piso dos mesmos, para ver se esta é inferior ao limite legal de 1,6mm. Nesse caso, deve trocá-los, pois está em incumprimento. Há também outros fatores que nos ajudam a determinar o possível mau estado da roda: sulcos, gretas ou desgaste irregular.

Em qualquer caso, antes de escolher o seu próximo pneu, convém perceber quais são os que conseguem as prestações adequadas. Um pneu deve ser capaz de se adaptar ao veículo e ao tipo de condução que será feita. É por isso que o principal é que responda em termos de segurança, quer seja uma travagem em seco, em piso molhado ou em relação à sua aderência em curva. A partir daí poderemos observar a duração, a poupança de combustível que nos pode alcançar, a qualidade, fiabilidade e outros fatores secundários como a comodidade o ruído.

O envelhecimento dos elementos do carro é algo inevitável e, no caso do pneu, ocorre a três quartos do mesmo. Os diferentes materiais têxteis, metálicos e borrachas que o compõem para o seu correto funcionamento vão se desgastando com o tempo, o clima e a utilização, o que torna muito complicado prever e fixar uma data de validade. Entre os fatores que afetam o desgaste, está a luz dos raios UV, gases como o ozono, condensações de humidade ou, pelo contrário, lugares excessivamente secos, temperaturas extremas, espaço de estacionamento habitual, o tipo de via e o seu estado de manutenção, o seu próprio tipo de condução desportiva ou de defesa.

Sabe ler a data de fabrico?

A data de fabrico está na face lateral do pneu. Os dois primeiros dígitos representam a semana de fabrico, os os dois últimos são o ano de fabrico (unicamente um dígito quando o ando de fabrico é anterior a 2000).

validade dos pneus

Aproveite as férias sem percalços e faz estas breves verificações antes de sair de viagem. Adquirir bons hábitos tanto na condução como na manutenção e cuidados do veículo é ganhar segurança e proteção na estrada.

Fonte: CirculaSeguro.com

Imagens | Michelin iStock wathanyu ViktorCap Toa55 FotoDuets