Óleo e gordura na via, o inimigo quase invisível

Óleo na estrada

Ao longo do tempo seco, os veículos motorizados vão libertando gorduras para o pavimento, seja através dos gases que vão saíndo pelo tudo de escape, seja por alguma, eventual, fuga nas tubagens da mecânica.

No entanto, nem só advindos dos automóveis surgem as gorduras depositadas no pavimento; as árvores e demais arbustos que se encontra nas imediações da faixa-de-rodagem, libertam seiva.

Essa seiva, vai-se depositando na via, ao longo do tempo, e posteriormente, quando as primeiras águas começam a surgir, transformam determinadas zonas em espaços muito escorregadios

É preciso ter em atenção dois fatores importantes; (1) os condutores devem moderar a velocidade e aumentar a distância de segurança, evitando travagens bruscas.

(2) as entidades responsáveis devem proceder à limpeza cuidada e continuada da via, nomeadamente com recurso a técnicas de limpeza apropriadas, recorrendo a material adequado e amigo do ambiente.

folhagem

 Os cuidados dos condutores

Quando circulam, os condutores, para além do aumento da distância de segurança e adequação da velocidade, deverão estar atentos ao veículo que conduzem.

Especialmente os condutores de veículos de duas rodas, veículos de equilibrio, deverão estar atentos ao facto de, nas duas rodas, ao dar-se a derrapagem de uma das rodas, a outra seguir o seu caminho.

Foto¦ 123rf e Hallpic