A importância de uma posição correcta para conduzir

Esta não é uma posiç?o correcta para conduzir

Que a maioria dos condutores não ajustam correctamente os encostes de cabeça, é já um clássico que podemos ler e ouvir habitualmente nas diversas fontes de informação. O que não se ouve com tanta frequência é que muitas pessoas regulam mal todo o seu assento, incluindo o encosto lombar e a distância dos pedais.

Nestas circunstâncias o condutor força a sua posição no volante, cansa-se mais, o que torna menor a sua capacidade de manobra, expondo-se a possíveis lesões graves e inclusive, em caso de colisão pode impedir o correcto funcionamento do airbag. De seguida mostramos as três posições incorrectas mais frequentes ao volante, segundo o Club Automóvel Alemão (ADAC):

Posição incorrecta 1. Encolhido

Esta não é uma posiç?o correcta para conduzirNesta posição o condutor não tem margem de manobra para movimentos, pelo que isso aumenta a sua fatiga e diminui a capacidade de manobra do veículo. Por outro lado, o condutor situa-se demasiado perto do airbag.

Posição incorrecta 2. Esticado

Esta não é uma posiç?o correcta para conduzirInvalida o funcionamento do encosto das costas e cabeça. Em caso de colisão, o condutor pode sofrer desde uma lesão por golpe de chicote cervical até um deslocamento. Os braços esticados impedem-no de realizar manobras rápidas com o volante.

Posição incorrecta 3. Com uma mão

Esta não é uma posiç?o correcta para conduzirReduz a possibilidade de manobra de todo o volante a um só ponto, quer seja superior ou inferior. Desta forma, qualquer actuação repentina sobre o volante não terá a precisão necessária por parte do condutor.

Posição correcta para conduzir

Em oposição, a posição correcta para conduzir, de acordo com a instituição alemã, seria algo como mostra a imagem seguinte:

Posição correcta para conduzir

A distância e altura do acento (1) devem permitir o fácil acesso aos pedais e a correcta visualização da informação que precede o condutor, cujos olhos devem de estar a meio da altura do pára-brisas. A parte frontal do assento estará um pouco atrás do joelho e a uma altura que não pressione a parte de trás das pernas.

O encosto lombar (2) deve estar colocado tão vertical quanto possível deixando as costas totalmente assentadas sobre ele.

A posição do volante (3) deve ser alta, permitindo que o condutor situe os seus pulsos altos, sem que os seus ombros se separem da parte superior do encosto lombar.

O encosto de cabeça (4), ao contrário do que o seu nome indica, não serve para encostar a cabeça, assim, deverá situar-se a uma distância mínima do condutor e sempre fazendo coincidir a parte superior da cabeça com o ponto mais alto deste dispositivo de segurança.