Quando a irresponsabilidade de uns afecta a segurança de outros

Quando a irresponsabilidade de uns afecta a segurança de outros

É sabido que existem pessoas que não respeitam a segurança alheia, olhando apenas para o seu umbigo, ostentando uma arrogância e prepotência rodoviária, capaz de criar situações de risco elevado para quem circular na suas imediações.

Uma vez que assim é, e porque não é possível, com a devida antecedência, identificá-los, quem prima pela segurança rodoviária vê-se inserido numa batalha rodoviária com um inimigo invisível que apenas se dá a ver quando sai das sombras e pratica a acção.

Para grandes males, grandes remédios

Em Buarcos – Figueira da Foz, existe uma via que apresenta um perigo elevado aos condutores que a utilizam, assim como aos peões que por ali transitam. Trata-se da Rua Rancho das Cantarinhas, junto a uma pequena superfície comercial.

Este estabelecimento dispões, junto à sua entrada, na via pública, um parque de estacionamento publico, que é utilizado pelos clientes da loja. Como todos os outros parque de estacionamento públicos, tem uma entrada e uma saída. Espaços que servem, para quem ainda não percebeu, para aceder e sair do estacionamento.

Acontece que, a irresponsabilidade de algumas pessoas, condutores, associado ao comodismo que os consome, faz com que, ao saírem do estacionamento, não utilizem o local apropriado para tal, mas sim transitem sobre o passeio, atravessando-o, saindo directamente para a faixa de rodagem.

Para quem conhece o espaço, percebe que aquela via apresenta uma visibilidade reduzida, tem passadeiras colocadas em situação de segurança débil, não devido ao facto de estarem onde estão, mas sim ao comportamento dos condutores.

Uma vez que assim é, os condutores que saem para a faixa de rodagem através do passeio, aumentam, exponencialmente, o perigo de acidente grave. Então, cabe à autarquia figueirense, através do seu departamento de trânsito, criar naquele espaço uma solução que termine com tal postura que condiciona em muito a segurança de todos.

Deste modo, e porque também aqui estamos para ajudar, sugerimos que ao longo do passeio que é violado constantemente por tantos condutores, coloquem uns arcos em metal, tal como acontece do lado contrário da rua.

Foto¦ Google Mapas