Relembrar o básico para uma condução segura (9): Manutenção

Renault 12TS

As melhorias na tecnologia tanto a nível dos automóveis como da construção das estradas melhorou a experiencia da condução, mais pessoas conduzem com mais comodidade e por distâncias cada vez maiores, muitas afirmam que já praticam uma condução segura.

Nós conduzimos carros mais seguros, em estradas mais seguras, ouvimos décadas de publicidades e campanhas de informação pública sobre condução segura, como resultado disso os números de acidentes baixaram, os mortos e feridos também diminuíram, mas será que ainda nos lembramos do básico?

Pois, todos afirmam que se lembram do básico, então porque acontecem ainda tantos acidentes rodoviários? Mais, se nos lembramos das regras básicas e achamo-nos bons condutores, porque é que a maioria dos acidentes é resultado de erro humano?

É um fato que a melhor maneira de reduzir o risco de estar envolvido em um acidente é a prática de comportamentos de condução segura. Se está apenas aprendendo a conduzir ou já é experiente atrás do volante, é uma boa ideia rever algumas regras básicas.

Manutenção

A manutenção do veículo não é apenas uma forma importante de aumentar a vida do seu carro é também uma questão de segurança. Alguns dos problemas de manutenção mais evidentes são abordados nas inspeções obrigatórias.

No entanto, intervalos de um ano ou mais entre as inspeções, podem não ser suficientes para garantir que o veículo assegura todos os critérios necessários de segurança para a sua circulação na via pública.

Os proprietários de automóveis precisam de estar cientes de quaisquer possíveis problemas de segurança e levá-los para serem reparados antes de ocorrer um acidente. Leve-o ao seu mecânico se suspeitar de alguma anomalia, ele saberá o que fazer para corrigi-lo.

Um dos problemas mais comuns de manutenção que pode levar a uma falha, é a deficiente pressão do pneu, a pressão dos pneus desigual, ou casos em que é muito alta ou baixa, afeta o desempenho e pode levar à ocorrência de acidentes, em especial em carros de alto desempenho ou veículos de grande massa, como os SUV’s.

Você pode comprar um medidor de pressão barato em qualquer loja de peças para automóveis, ou até num supermercado, e verificar a pressão atual contra a recomendação do manual do proprietário. Enquanto está a verificar os pneus pode aproveitar para verificar se o piso dos pneus tem indícios de desgaste diferente da frente e da traseira, podendo optar por rodar os pneus para promover o desempenho e um desgaste equivalente.

Outra área-chave são os travões do carro. Se você notar alguma ” suavidade ” no pedal do travão, ou sentir uma vibração anómala quando trava, leve o seu carro a um mecânico.

No guia da manutenção responsável, da Revista das Oficinas, indicam diversas verificações a efectuar regularmente para manter a sua viatura em forma para enfrentar as dificuldades diárias que encontra na estrada.

Verificações trimestrais

(ou todos os 5.000 km’s)

– Bateria e cabos (alimentação e massa)
– Correias (tensão, estado)
– Filtro do ar (verificar, substituir)
– Óleo e filtro do motor (lubrificantes minerais)
– Escape (verificar fugas, suportes, borrachas)
– Filtro de combustível (verificar/substituir)
– Mangueiras (fugas, estado de conservação)
– Iluminação (substituir lâmpadas, focagem, se necessário)
– Pressão e estado dos pneus (verificar, corrigir)
– Água de lavagem dos vidros (atestar, com líquido próprio)

Verificações Semestrais

(ou todos os 10.000 km’s)

– Bateria e cabos (alimentação e massa)
– Correias (tensão, estado)
– Lubrificação do chassis (sendo necessário)
– Filtro do ar (verificar/substituir)
– Óleo e filtro do motor (lubrificantes minerais)
– Escape (fugas, suporte, borrachas)
– Filtro de combustível (verificar/substituir)
– Mangueiras (fugas, estado de conservação)
– Iluminação (substituir lâmpadas, focagem, se necessário)
– Fluido da direcção assistida (nível, estado)
– Fluido da transmissão automática (nível, estado)
– Pressão e estado dos pneus (verificar/corrigir)
– Água de lavagem dos vidros (atestar, com líquido próprio)
– Escovas limpa-vidros (verificar/substituir)

Verificar todos os 9 meses

(ou todos os 15.000 km’s)

– Bateria e cabos (alimentação e massa)
– Correias (tensão, estado)
– Filtro do ar (verificar/substituir)
– Óleo e filtro do motor (lubrificantes minerais, semi-sintéticos)
– Escape (fugas, suportes, borrachas)
– Filtro de combustível (verificar/substituir)
– Mangueiras (fugas, estado de conservação)
– Iluminação (substituir lâmpadas, focagem)
– Fluido da direção assistida (nível, estado)
– Fluido da transmissão automática (nível, estado)
– Pressão e estado dos pneus (verificar, corrigir)
– Água de lavagem dos vidros (atestar, com detergente próprio)

Verificações Anuais

(ou todos os 20.000 km’s)

– Bateria e cabos (alimentação e massa)
– Correias (tensão, estado)
– Travões (pastilhas, discos, fluido)
– Filtro do habitáculo (verificar/substituir)
– Lubrificação do chassis (se necessário)
– Luz avisadora de avarias ativada
– Polir a pintura
– Fluido de arrefecimento do motor (verificar/substituir)
– Fluido da transmissão automática (nível, estado)
– Filtro de ar (verificar/substituir)
– Óleo e filtro do motor (lubrificantes minerais,semi-sintéticos)
– Escape (fugas, suportes, borrachas)
– Filtro de combustível (verificar/substituir)
– Mangueiras (fugas, estado de conservação)
– Iluminação (substituir lâmpadas, focagem, se necessário)
– Velas de ignição/incandescência (verificar/substituir)
– Direção e suspensão (folgas, alinhamento, geometria)
– Pressão e estado dos pneus (verificar/corrigir)
– Água de lavagem dos vidros (atestar, com líquido próprio)
– Escovas limpa-vidros (verificar/substituir)

A manutenção preventiva é sempre a melhor opção, porque quando esperamos que algo rebente para o susbtituir, estaremos sujeitos a que algo mais que a primeira peça seja danificada, aumentando o custo da reparação e pondo em causa a segurança do automóvel e a integridade do condutor, dos passageiros e dos outros utentes da via pública. Lembre-se mais vale prevenir que remediar.

Foto | Paul Keller

  • Parabéns pelo vosso site e artigos. Em todo o caso faltam algumas indicações que considero muito importantes: lavar os vidros do automóvel por dentro com água e sabão, principalmente nesta altura do ano, de forma a desembaciarem mais facilmente. Substituição do líquido do circuito de travagem hidráulico mais do que de 2 em 2 anos, para uma melhor manutenção e eficácia dos travões. Boas viagens!