Sem que todos tenham o cinto de segurança, não arranque.

Não arranque sem que todos tenham o cinto de segurança

Como sabemos, o uso do cinto de segurança é obrigatório a todos os ocupantes de um automóvel. É um acessório de segurança passiva e serve, essencialmente, ainda que muita gente não tenha percebido, para salvar vidas. Salvar muitas vidas, todas quantas façam uso do cinto de segurança.

Estima-se que na Europa já tenham sido salvas mais de um milhão de vidas nos últimos quinze anos, apenas devido ao facto de fazerem uso do cinto de segurança. Lamentavelmente este tipo de notícias não passam na comunicação social, como forma de estimular o uso do acessório.

Uma atitude do condutor

Como condutor, devemos estar atentos aos comportamentos dos passageiros que transportamos. E essa atenção inicia-se exactamente no momento em que entram no nosso veículo. Devemos estar atentos ao lugar que ocupam dentro do automóvel, com vista a garantir o equilíbrio do automóvel.

Depois, devemos estar atentos à colocação do cinto de segurança. Todos devem utilizar o cinto de segurança, uma vez que este salva vidas e não apenas a do seu utilizador. Afinal, se houver uma travagem de emergência ou um embate, quem não estiver com o cinto de segurança colocado, será projectado. Magoua-se e magoa quem está dentro do automóvel.

Cabe, assim, ao condutor, garantir  que todos os ocupantes fazem uso do cinto de segurança e só depois dar à chave e inicio à marcha do seu veículo. Na possibilidade de haver alguém que não queira colocar o cinto de segurança, então deve o condutor convidar esse passageiro a se ausentar da viatura. É sempre preferível ficar com um amigo mal humorado, do que ir ao seu funeral.

Foto¦ ChocChildren’s