A importância de formar crianças e jovens em cidadania rodoviária

A importância de se formar crianças em cidadania rodoviária

Formar crianças, futuros homens e mulheres, é algo que jamais se deve descurar, se pretendermos dispor de uma sociedade capaz, seja em que área for. Formar crianças e jovens em cidadania rodoviária, é algo que, também, não se deveria descurar, mas que infelizmente se descura.

O facto de haver sempre alguém a alegar que se actua na formação rodoviária de crianças e jovens, de todo não é mentira, no entanto não será completamente verdade. Ou seja, apresentar um manual com meia dúzia de páginas a um grupo de crianças, num ano do primeiro ciclo e sem continuidade, eventualmente poderá chamar-se, ténue sensibilização.

O que se poderá fazer para melhorar a cidadania das crianças e jovens

As escolas, através dos seus agrupamentos e, eventualmente, da disciplina de cidadania, têm o dever de desenvolver a área rodoviária, nomeadamente através da introdução de intervenções formativas contínuas e eficazes, capazes de promover junto dos seus formandos a aprendizagem de comportamentos e atitudes seguros.

Isto é possível, contrariamente ao que muitos docentes defendem, através da introdução de um programa formativo no curriculum escolar. Assim como é importante sensibilizar as crianças e jovens para a importância de separar o lixo urbano, lavar os dentes e tomar banho, etc…

Quando se perceber isto, que actualmente já se encontra com um atraso de, pelo menos, quatro décadas, vai conseguir-se, a médio/ longo prazo, ter cidadãos mais responsáveis, tolerantes, prevenidos e seguros, com reflexo directo na diminuição da taxa de sinistralidade rodoviária e suas consequências nefastas.

Foto¦ LMT