Resolva acidentes sem gravidade de forma rápida

484932511_3800d5f869_o

No dia-a-dia, especialmente quando circulamos constantemente em cidade, o risco de termos, ou sermos, envolvidos num acidente é elevado, pois o pára-arranca constante, a grande quantidade de cruzamentos e entroncamentos propicia uma enorme multiplicidade de momentos onde os acidentes podem ocorrer.

Neste artigo dizemos-lhe como proceder se estiver envolvido num acidente sem gravidade, em primeiro lugar certifique-se que não existem feridos, depois de confirmada essa realidade, passamos à parte material.

Independentemente dos danos no momento do acidente convém não deixar que se produzam mais estragos, por isso desligue o motor, acione o travão de mão e caso exista risco de incêndio ou derrame de óleo ou combustível, ligue imediatamente para os bombeiros ou polícia alertando-os da situação em causa.

Caso se trate realmente de um acidente simples não existirá muito mais a fazer… exceto tratar da burocracia relacionada com as questões do seguro automóvel. Caso os participantes no acidente resolvam preencher uma declaração amigável, é importante que a preencham corretamente.

Declaração amigável

Para o preenchimento da declaração amigável necessita de recolher os elementos de identificação dos condutores, veículos e seguros respectivos, alguns dos elementos necessários podem ser encontrados no selo que deverá estar no vidro dianteiro de cada viatura, desde Abril de 1995 que é obrigatória a afixação, lá deve constar o nome do segurador e o número da apólice, cada condutor deve ficar com um exemplar da declaração para entregar ao seu segurador.

Não é necessário, ou obrigatório, os intervenientes declararem-se culpados. A responsabilidade geralmente é determinada posteriormente e caso não exista responsabilidade do condutor este é ilibado, a declaração de um acidente só por si não resulta em qualquer agravamento do prémio de seguro pago, só em caso de ser declarado o culpado efectivo do acidente. As responsabilidades podem também serem consideradas parciais.

Se o acidente foi testemunhado por terceiros, quem assistiu deve ser identificado, além do nome solicite a morada e um número de telefone de contacto. As testemunhas são importantes para apurar as situações dúbias, onde a informação dada por um terceiro que não tem interesse específico por qualquer uma das partes, pode ajudar a esclarecer o que realmente aconteceu.

Quando não existe acordo ou a declaração

Caso os condutores não cheguem a acordo, cada um deve preencher e assinar o seu próprio formulário de declaração amigável e entregá-lo no segurador do outro veículo. Nestes casos, é muito importante juntar fotografias dos danos e do local do acidente. Se não existir acordo sobre o modo como ocorreu o acidente ou se houver danos pessoais deve-se solicitar a presença da polícia.

Se nenhum dos condutores tiver uma folha de declaração amigável, descreva, numa folha em branco, como ocorreu o acidente e os danos que dele resultaram. Este documento, tal como se de uma declaração se tratasse, deve ser assinado por todos os intervenientes. Tal como na declaração são necessários os dados dos condutores, dos veículos e os números das apólices envolvidos.

Cordialidade e bom senso em acidentes

Independentemente de quem seja culpado, do muito que goste do seu veículo que agora está danificado, seja cordial para com os outros intervenientes, ser grosseiro, rude ou demonstrar falta de educação nunca irá desfazer o que já aconteceu, nem melhorar a situação.

A emoção que nos assola quando temos um acidente, o “estado de nervos” que naturalmente se instala num primeiro momento deverá ser controlado e se percebermos que afinal já aconteceu, o nos que resta é resolver o que já está “feito”.

Portanto só ganha se for educado e prático, afinal o ser humano vive em sociedade, mas principalmente deverá resolver os problemas, sejam eles quais forem, de forma civilizada, se os acidentes são algo que, apesar de indesejados, infelizmente acontecem, encare-os de forma o mais normal e sem drama.

Foto | Richard Schatzberger