Sabe dar um encosto de bateria?

carregarbateria

Dar um encosto de bateria é um termo utilizado na gíria automóvel para uma situação muito específica: um determinado carro não pega e precisa da ajuda de outro para pegar. Basicamente, a bateria de um carro já não fornece energia e vai precisar da bateria de outro carro para que ainda consiga alimentar toda a parte elétrica. É uma tarefa simples, mas que tem regras a seguir.

Não é tão comum, mas ainda se vê por aí carros colocados frente a frente, de capot aberto, com cabos a ligarem um ao outro. Este cenário significa que um dos carros não pega e o outro está a dar-lhe o chamado “encosto de bateria”. Esta ajuda é comum e é utilizada quando um dos carros tem a bateria fraca. Nos automóveis modernos é uma tarefa cada vez mais complicada de realizar, porque os veículos dependem cada vez mais da eletrónica e o “mexer” na bateria pode “baralhar” os sistemas elétricos e o carro deixar de funcionar de vez. Todavia, esta prática ainda é possível em muitos automóveis atuais. Mesmo que não saiba como se faz, nunca tenha vergonha de perguntar. Não é uma daquelas tarefas que todos tenhamos obrigação de saber, pois ninguém nasce ensinado. De qualquer forma, fique a saber que precisa de cabos de bateria. Uns cabos de bateria são uma ferramenta importante que deverá ter sempre dentro da bagageira do seu automóvel. Compre uns cabos resistentes. Uns cabos de 16 mm de espessura com cerca de 2 metros de comprimento e garras fortes são o ideal para a tarefa (esqueça os cabos de 15 euros que se vendem por aí ou até mesmo em lojas de chineses). Se a bateria faltar à porta de casa e não tiver outro carro por perto, pode utilizar um “booster”, que acaba por ser um componente sempre útil para ter na garagem. Funciona como uma bateria auxiliar que serve de substituto da bateria carregada.
São muitos os construtores que não aconselham a prática do encosto porque comporta alguns riscos, principalmente no caso de não se ligarem os cabos de forma correta, mas se o fizer em condições, não terá problemas, nem com o carro, nem consigo. Siga as dicas do Circula Seguro e vai ver que consegue trazer o carro de volta à vida.

Aqui fica o nosso conselho: boa parte dos automóveis tem no livro de instruções uma explicação de como se “dá carga” à bateria e os cuidados a ter na realização dessa tarefa. Depois do carro estar a trabalhar, poderá ser preciso fazer vários “reset”, como por exemplo, ao sistema “start/stop”.
Existem ainda alguns automóveis que requerem um procedimento específico para recarregar a bateria. Outros, como os BMW e cada vez mais marcas, que têm a bateria na bagageira, o “encosto” é feito em dois pontos metálicos no compartimento do motor que foram criados para o efeito (um negativo e outro positivo).

1º Positivo com positivo: aproxime os carros para que as baterias fiquem perto uma da outra. Ligue a ponta vermelha do cabo ao terminal positivo da bateria descarregada. Ligue a outra ponta ao terminal positivo da bateria carregada.

2º Negativo com negativo: Em seguida ligue a ponta preta do cabo ao terminal negativo da bateria carregada. Os terminais estão bem especificados na bateria com os sinais “+” e “-“.

3º Ligar ao ponto metálico: No carro com a bateria descarregada, ligue a outra ponta do cabo preto (negativo) a um ponto metálico limpo, sem tinta. Normalmente é a cabeça de um parafuso numa das torres da suspensão. Assim, evita faíscas que podem ser produzidas caso ligue diretamente ao polo negativo da bateria.