Você circula seguro? (2/2)

5058226388_149b9d681e_b

O bom senso e a prudência são bons companheiros de viagem, se tivermos a calma de preparamo-nos para um determinado percurso este correrá invariavelmente melhor, siga as regras, cumpra a sinalização e respeite os outros, adoptar esta atitude é meio caminho andado para que possamos circular de forma segura, com menos complicações ou atritos, tanto para nós como para os outros utentes da via pública.

Depois de relembrar a importância de circular dentro dos limites de velocidade, do quão importante é para a sua segurança que os outros saibam antecipadamente o que irá fazer, assim como é importante você saber o que os outros irão fazer, para isso todos devem sinalizar as manobras. E no artigo anterior foi ainda relembrado o fiel cinto de segurança, veja mais algumas dicas para assegurar que você circula seguro.

Maior atenção com os mais frágeis

Ao andarmos na via pública como peões sabemos que somos o elo mais fraco, por isso o legislador preparou um conjunto de regras que ajudam a proteger os peões, mas independentemente da razão, do peão estar certo ou não, quem sofre mais fisicamente em caso de acidente é geralmente o peão, por isso deve ser dada maior atenção a estes. Os peões vêm em primeiro lugar, por isso a preferência de passagem em passadeiras é dada aos transeuntes que atravessam a estrada.

Tenha em atenção os sinais, não estão lá para decoração, os sinais são muito importantes, pois alertam sobre perigos que podem estar “escondidos” ou serem menos evidentes em determinado troço de estrada. Sinais na estrada são ajudas vitais para quem nelas circula.

Certifique-se que os acessórios de segurança funcionam

Em caso de veículos acidentados, certifique-se que, após a reparação, os airbag’s estão em condições, caso existam dúvidas proceda à sua substituição. Os airbag’s são essenciais para a segurança dos veículos modernos, o seu uso em conjunto com o cinto de segurança ajudam muito a melhorar as hipóteses de sobrevivência em caso de acidente.

Ver e ser visto é algo essencial para a segurança rodoviária, a manutenção do bom estado dos refletores traseiros do veículo é essencial para ser visto de noite em locais mal iluminados. Assegure-se que todas as lâmpadas estão em boas condições de funcionamento. Em paragens de emergência na via ligue sempre os 4 piscas, sinalizando a sua situação e posicionamento.

A manutenção geral do veículo deve ser efetuada de acordo com o especificado pelo fabricante, de forma a estar em boas condições de funcionamento, não podem existir condicionamentos ou quaisquer compromissos sobre a qualidade dos diferentes órgãos do carro, tenha especial atenção à direção e aos travões. Além disso, é imperativo circular com os pneus que, além de possuírem mais piso que o legalmente obrigatório, estejam com a pressão de ar certa para as condições de circulação.

O condutor deverá estar em condições de conduzir

Evite drogas e álcool durante a condução, pois estes diminuem os reflexos, perturbam as decisões e afetam os julgamentos das ações a tomar, além de causar falta de precisão conduz a redução da agilidade. Estes dois fatores têm sido a razão de muitos acidentes rodoviários mortais.

Os condutores devem descansar bem, a falta de descanso, ou não dormir de todo, provoca um efeito adverso sobre o estado de alerta mental, o principal efeito é a diminuição dos reflexos, e em casos extremos a sonolência poderá ocorrer ao volante… o que se segue geralmente é um acidente.

Além do condutor, as estradas também devem estar em bom estado, com o piso em boas condições e com as placas de sinal apropriadas em bom estado e visíveis. É vital para a boa utilização da via a colocação de refletores nas estradas para que as saídas, os entroncamentos e os desvios sejam claramente visíveis aos utentes da via.

A segurança rodoviária deverá ser um esforço coletivo das entidades responsáveis pelo trânsito, pela via e pela legislação, em última análise é responsabilidade de todos. E a administração pública não deve deixar pedra sobre pedra para garantir as boas condições das estradas e o estrito cumprimento das regras de trânsito. Uma condução responsável, em conjunto com o integral respeito às normas de trânsito é o primeiro passo no longo caminho para a segurança a 100% nas estradas.

Foto | Mic