Alguns conselhos para alugar carro nestas férias

Se está a pensar alugar um carro nestas férias, siga as recomendações do Circula Seguro para evitar gastos imprevistos e desfrutar em segurança.

As férias de verão já chegaram. Está pronto para ir para o destino escolhido e desfrutar do descanso, do sol e da praia, no caso de ser esse o seu objetivo. Agora, só lhe falta saber que meio de transporte utilizar nas suas deslocações no local da estadia. Se escolher viajar de carro ou fazer um percurso de carro no destino de férias, o melhor será alugar um automóvel e deixar o seu estacionado em casa. E, para que tudo corra com transparência, dese as viagens ao seguro, sem gastos imprevistos, aqui ficam algumas dicas recomendações para que alugar um carro não se transforme num pesadelo.
Se tiver estas oito recomendações em linha, verá que todo o processo será mais simples e tudo correrá da melhor forma.

1 – Reserve antecipadamente
Já estamos em plena época alta. O ideal é que reserve o carro antecipadamente para assegurar um contrato adequado. A forma mais cómoda e rápida de reservar um automóvel passa por fazê-lo através do site da empresa de rent-a-car, onde existem descontos e campanhas, e através do qual pode realizar desde logo o check-in, ganhando tempo no momento de levantar o carro. Se já for cliente habitual da empresa de rent-a-car, concerteza conseguirá um preço ainda mais apelativo.

2 – Cobertura do contrato de aluguer
Preste atenção ao tipo de cobertura incluída no contrato de aluguer. Não dê nada como garantido. Normalmente, as empresas de aluguer de veículos incluem uma cobertura de danos e roubo com franquia. Para uma maior tranquilidade, muitos clientes optam por contratar uma proteção adicional diretamente com a empresa de rent-a-car que elimina a responsabilidade do cliente por dano ou roubo do veículo, evitando intermediários.

3. Estado do veículo
Ainda que tenha pressa e uma vontade de arrancar para as suas férias, é fundamental que no momento de levantar o carro, comprove que este não tem nenhuma problema, desde riscos, pancada, jantes amassadas ou pneus cortados. Isto do lado de fora. Realize a mesma vistoria ao interior. Eles fazem o mesmo, mas podem não ver o mesmo que vocês. Se detetar alguma anomalia, deve informar a empresa de aluguer para que estas “imperfeições” constem na folha de inspeção e, desta forma, evitar mal entendidos no momento da devolução. Verifique todos os aspetos com precisão.

4. Documentação
Guarde uma cópia de toda a documentação assinada com a empresa de aluguer, como o contrato e a folha de inspeção realiza ao veículo no local. Leve-as sempre consigo, pois em caso de ser mandado parar pela polícia e dizer que o carro é alugado são os primeiros documentos que vão pedir.

5. Segundo condutor
Se vai fazer uma viagem mais alonga com o carro de aluguer e for acompanhado por mais pessoas, valorize a opção de incluir um segundo condutor no contrato para que possa descansar em alguns períodos do trajeto. Este é um aspeto que é imprescindível de comunicar à empresa de rent-a-car. Geralmente, este adenda obriga a um custo adicional. Todavia há empresa que, no caso do cliente ser habitual, conseguem agregar o segundo condutor sem pagamentos adicionais.

6 – Quilómetros e combustível
No contrato é recomendável que a quilometragem seja ilimitada, sobretudo se vai percorrer percursos mais longos. Em relação ao combustível, cada empresa assinala no contrato a quantidade exata com a qual o carro deve ser devolvido, ainda que o mais comum é com o depósito totalmente cheio. Não cumprir com esta condição vai fazer com que o rent-a-car cobre o equivalente ao custo total do depósito, mas segundo o seu preço por litro que é um valor superior ao praticado nos postos de abastecimento. Se preferir não passar pela bomba, pode realizar um pré-pagamento de combustível no momento do levantamento do veículo.

7 – Viajar para o estrangeiro
Se pensa cruzar a fronteira e passar para outro país, deve dizer para que conste no contrato, pois nem todas as empresa permitem que se saia com o veículo do país nem oferecem assistência em viagem no estrangeiro.

8 – Levantamento e devolução
Nem sempre dá jeito entregar o veículo no mesmo escritório onde este foi levantado ou até na mesma cidade. Se for este o caso, já sabe que deverá avisar a rent-a-car, pois a devolução numa cidade distinta pode obrigar a um gasto extra (por causa da logística que implica para a empresa devolver o veículo ao escritório ao qual pertence).

Foto: Pixabay