Checkup de primavera: Costuma fazer?

Check up

A segurança rodoviária começa antes de se fazer à estrada e depois do frio, chuva e gelo de um inverno não tão rigoroso como os últimos, nada como verificar que desgaste sofreu o seu automóvel.


Em Portugal pode não ser comum, mas na Alemanha, onde a estação fria é muito mais agreste, um em cada três proprietários tem por hábito fazer um checkup de primavera.

Na sequência de alguns estudos de mercado relaizados pela YouGov, a ZF Aftermarket está a promover a revisão dos componentes de automóveis que podem ter ficado danificados durante o inverno. O objetivo é que se torne uma rotina para os condutores europeus. Pode ser conjugada convenientemente com a troca (semestral) da posição dos pneus, por exemplo.

O que pode estar danificado ao chegar a primavera?

– É indispensável fazer a revisão de todo o chassis. A troca de pneus é uma ótima ocasião para se proceder à verificação do desgaste das pastilhas e dos discos de travão. A inspeção deve ser feita a par de um teste ao funcionamento, impermeabilidade e durabilidade dos tubos e pinças de travão.

Amortecedores com problemas determinam uma maior distância de travagem. Além disso, a aderência ao piso nas curvas fica comprometida e há um aumento do perigo de aquaplanagem. Mais grave, até a eficácia das ajudas eletrónicas como o ABS fica posta em causa. Por recomendação, os amortecedores e componentes associados devem ser revistos aos 80 mil quilómetros e a cada 20 mil, depois disso.

Os componentes da suspensão têm um desgaste gradual. Frio, humidade e sujidade são inimigos de peças mais sensíveis e podem provocar fugas nos foles de borracha das rótulas. É imprescindível uma inspeção da barra e do terminal de direção, bem como da barra axial, sendo ainda aconselhável a verificação dos foles da caixa de direção e os anéis vedantes.

Mais uma despesa?

Faça as contas entre o valor de uma revisão e o valor que terá de gastar se tiver um acidente devido aos desgaste dos componentes. Não se esqueça, está em causa a segurança de todos os ocupantes do veículo. Continua sem estar convencido? Pode sempre evitar as peças originais e recorrer às de reposição e a soma ficará mais em conta.

Relembre-se: Cada investimento feito no seu automóvel preserva o valor do mesmo.

Foto: ZF Aftermarket