Condução em zona de incêndios

O fogo é algo surpreendente e traz à superfície da natureza humana uma diversidade de sentimentos. O que num momento é agradável, trazendo calor nas noites frias, pode se transformar num inferno de dimensão dantesca, durante os incêndios.

Um incêndio em áreas de natureza selvagem, com muita densidade de material combustível, torna-se demasiadas vezes, incontrolável. Saiba o que deverá fazer se for confrontado com esta realidade a bordo da sua viatura.

Divergindo do que a maioria das pessoas pensam, existem diversos tipos de incêndios, ocasionados pelos mais diversos tipos de combustíveis ou fontes de calor. As temperaturas variam, assim como o comportamento do fogo quando confrontado com o elemento extintor, que poderá ser água ou outro.

Devido a estes fatores não existem métodos universais de se extinguir um incêndio, vai depender das características. Mas foquemo-nos nos incêndios florestais, o mesmo que provocou a calamidade em Pedrogão Grande.

Incêndios florestais

Como todos sabemos os incêndios florestais podem ser fatais. O Circula Seguro deixa-lhe algumas etapas para o ajudar a sobreviver a um incêndio se estiver dentro do seu veículo.

Naturalmente que deverá evitar que esta situação ocorra, evite deslocar-se para as zonas de incêndios. Esta é a ação mais segura possível, porque um carro não oferece proteção contra o calor radiante.

Permanecer no seu carro durante um incêndio é uma medida perigosa. Só o deverá fazer se a sua situação for tal que não exista absolutamente nenhuma outra alternativa. Só o faça se for inevitável.

Embora possa ser mais seguro do que tentar fugir do fogo a pé, o tipo e o grau de intensidade do fogo afetará suas hipóteses de sobrevivência. Se se tratar de um fogo em vegetação baixa, um veículo pode ter mais hipóteses de lhe escapar.

O que fazer perante um incêndio

Segundo Kevin Tolhurst, um “especialista em comportamento de fogo” da Universidade de Melbourne, adverte que um carro é um lugar muito funesto para entrar durante um incêndio intenso, porque o volume de oxigénio diminui muito rápido. Assim, recomenda-se que:

Se tiver tempo de fugir de um incêndio, quer seja da sua casa ou local de trabalho, utilize esse tempo para se afastar do fogo. A decisão de partir, ou de ficar, deve ser tomada bem antes de ser forçado a fazer a escolha. É melhor ficar refugiado em sua casa ou num prédio, em vez de ficar no seu carro.

Caso não tiver outra escolha e for forçado a ficar com o seu carro durante um incendio, siga os passos seguintes:
– Feche todas as janelas do carro e feche todas as aberturas de ventilação. Coloque o ar condicionado na recirculação. Deixe o motor a funcionar, mesmo quando pára.
– Se está cercado de fumo, dirija lentamente e com muito cuidado.
– Mantenha os faróis acesos. Tenha a noção que a visibilidade será consideravelmente reduzida.
– Olhe para os outros veículos e peões. As colisões e lesões são um grande risco nestas circunstâncias; As pessoas podem entrar em pânico e possivelmente correr na estrada.
– Cuidado com animais domésticos e animais selvagens que fogem assustados.
– Use a sua lanterna se estiver preocupado que pessoas ou animais estejam perto, mas você não pode vê-los.
– Quando você parar de conduzir, estacione atrás de uma estrutura sólida, se possível. Isso ajudará a bloquear o calor radiante, que é o calor assassino.

Caso não consiga fugir, como deve agir?

Se você não consegue encontrar uma estrutura sólida para fugir do calor, pare o carro em uma área limpa, ao lado da estrada ou em um local adequado. Certifique-se de que não está perto de árvores e galhos pendentes, ou perto de materiais combustíveis que podem inflamar-se.

– Baixe-se no interior do veículo, o mais baixo possível. Mantenha abaixo o nível da janela.
– Cubra-se com um cobertor de lã ou casaco. Não use produtos sintéticos, pois estes derreterão e causam queimaduras graves. Cubra as crianças e assegure-as antes de se cobrir.
– Se você tiver água, beba.
– Molhe um pano e coloque-o frente às vias respiratórias. Respire através dele.

Fique no veículo até o fogo principal passar. Enquanto a frente do fogo está atravessando, resista à tentação de sair e correr.

O que fazer após a frente de fogo ter passado

Saia do carro, ou abrigo, só após que a frente do fogo tenha passado. Tenha em atenção que o fenómeno ocorrido em Pedrogão Grande, o chamado “downburst”, ou seja uma corrente de ar descendente muito forte atua como um fole sobre o fogo. Aumentando a sua intensidade e alastrando a base do fogo.

Apesar de se tratar de um fenómeno complexo excecional, como os próprios técnicos da proteção civil afirmam, deve ser levado em conta. Sempre que detetar que se deparou com um vento com essas caraterísticas e conjunção com um foco de incendio por perto. Tome as medidas atrás descritas.

Preste assistência imediatamente às crianças, às pessoas idosas e a outras que tenham dificuldades ou se apresentem feridas.  Se tiver rede, peça ajuda imediatamente pelo telemóvel. Se o carro ainda estiver operacional, afaste-o do fogo para a segurança. Se o carro não estiver funcionando, ou estiver a arder, vá longe do fogo e procure ajuda.

Mantenha-se bem longe de árvores, estas podem soltar ramos e ferir ou matá-lo. Prefira zonas descampadas e abertas, sem materiais combustíveis por perto. Proteja-se. Uma casa, ou um veículo, pode ser substituído, as pessoas não!

Fotos | Wikipédia