Cuidado com falsos GNR. Como identificar polícia?

Cuidado com falsos militares

Há algumas semanas atrás um grupo de homens fez-se passar por militares da GNR fazendo uma operação stop onde fizeram parar os carros e roubaram-lhes dinheiro. O que venho aqui elucidar é, como identificar que quem nos está a parar é mesmo a GNR.

Atacam de noite numa zona com pouco tráfego rodoviário, na zona de Viseu. A PJ procura localizar um gang constituído por entre três e cinco homens que se fazem passar por militares da GNR para roubar dinheiro a condutores sob ameaças de armas de fogo. Os casos passaram-se no início de novembro, no mesmo local da A25, no nó de saída de Cambra, em Vouzela. Nesta altura apenas existe queixa de duas vítimas, mas as autoridades suspeitam de mais.

Os assaltantes apresentam-se vestidos com uma farda muito semelhante à da GNR e com um colete refletor. Mandam parar as viaturas, pedem os documentos e depois vão diretos ao assunto: mostram as armas e exigem o dinheiro e os bens que os condutores têm na viatura. As autoridades policiais estão agora a analisar as imagens de videovigilância da via rápida com vista a identificar os ladrões que poderão estar envolvidos em furtos. Há cerca de um ano, a GNR de Viseu deteve um homem que perseguia condutores e usava um pirilampo igual ao dos militares.

Cuidado com falsos militares 2

Penso que o primeiro concelho é que se abrande o carro antes de parar para que consigamos visualizar toda a operação, nessa altura tentar visualizar a presença de um carro ou mais da GNR, porque estes têm refletores e, normalmente os pirilampos estão ligados nos mínimos, consegue-se identificar bem, a não ser claro que também tenham roubado um carro da polícia, mas vamos acreditar que isso seria impossível.

Se se aperceber que não é uma operação policial real, acelere com toda a força e dirija-se de imediato à esquadra da GNR ou PSP mais próxima, e explica o sucedido. Imaginemos que era mesmo a polícia “verdadeira”, então explica que não estavam corretamente identificados e por isso não parou, e apresentou-se na esquadra por isso não pode ser acusado de fuga.

gnr_natal