Portugueses são interessados em sistemas de deteção de peões

FordMondeo_PedestrianDetection_01

O povo português tem vindo a demonstrar ser muito interessado na aquisição ou utilização de novas tecnologias e sistemas nos automóveis. O seu interesse pelos vários sistemas de segurança ativa tem motivado diversos estudos com resultados surpreendentes.

Mais um dos estudos do Observatório Cetelem relacionado com os automóveis e com a segurança rodoviária, resultou em dados muito curiosos para o povo português. De entre os vários países analisados, neste caso 15, Portugal é o que tem mais automobilistas interessados nos sistemas de deteção de peões/obstáculos (92% vs média de 86%). No entanto, apenas 69% estariam dispostos a pagar mais por um automóvel com esse equipamento. Conclusões de um recente estudo do Observador Cetelem sobre o mercado automóvel.

Os portugueses estão muito interessados na funcionalidade de deteção de peões/obstáculos, mas ainda mais nos sistemas de geolocalização e imobilização da sua viatura em caso de roubo (95%) e nos sistemas de manutenção preventiva que permitem avisar o condutor em caso de avaria ou de problemas eminentes (95%). Estas prioridades são partilhadas pela generalidade dos automobilistas dos países em análise.

FordMondeo_PedestrianDetection_02 (1)

Para Diogo Lopes Pereira, diretor de marketing do Cetelem, ”não é de estranhar que os automobilistas tenham elegido como prioridade os sistemas de imobilização do veículo em caso de roubo, os sistemas de manutenção preventiva e os de deteção de peões/obstáculos. As três funcionalidades vão ao encontro daquela que continua a ser a principal preocupação dos automobilistas: a segurança”.

De forma a satisfazer as necessidades dos consumidores portugueses em termos de redução de custos, a viatura deve igualmente integrar sistemas de otimização do orçamento, tais como conselhos de eco condução (91%) ou ainda a localização dos postos de combustível ou de oficinas mais económicas (88%).

As análises económicas e de marketing, bem como as previsões foram efetuadas em colaboração com a empresa de estudos e consultoria BIPE (www.bipe.com). Os inquéritos de campo ao consumidor foram conduzidos pela TNS Sofres, durante o mês de julho de 2015, em quinze países (África do Sul, Alemanha, Bélgica, Brasil, China, Espanha, Estados Unidos, França, Itália, Japão, México, Polónia, Portugal, Reino Unido e Turquia). No total, foram questionados mais de 8.500 proprietários de ma viatura adquirida nos últimos cinco anos.

Fonte: Cetelem