Quem paga e quanto no caso de ter um acidente em Nurburgring?

Percorrer o mítico circuito de Nurburgring, na Alemanha, é o sonho de muitos apaixonados pelo automóveis. Mas, o sonho pode tornar-se um pesadelo no caso de ter um acidente em plena pista, mesmo que seja com o seu carro. Aqui no Circula Seguro vamos contar-lhe algumas curiosidades sobre este tema que tanto apaixona os aficcionados por automóveis.

Pagar por um acidente em Nürburgring pode supor uma autêntica hecatombe financeira… maior do que aquela que pode imaginar. Se decidir viajar até à Alemanha e fazer uma “perninha” por um dos mais icónicos circuitos mundiais (a pista abre as suas próprias sessões, que dão pelo nome de Tourist Drives, para pilotos aficcionados de março a novembro de cada ano) é conveniente que saiba de antemão quais os custos por destruir ou danificar algumas das estruturas ou por utilizar os serviços de emergência.

A fatura a pagar pelos danos em qualquer infraestrutura do traçado fica a cargo do próprio condutor ou proprietário do veículo, para além da assistência que precise, um safety car, um reboque, etc, numa pista tão complicada quanto longa em termos de percurso (20,8 km) como é Nürburgring, não é de estranhar que algo de anormal aconteça.

Gastos por danos e assistência

Para começar, provocar danos numa barreira de contenção, o famoso rail, obriga a utilizar o camião de reparações, fatura que é de 185 euros. Desmontar todas as secções danificadas cifra-se em 12 euros/metros e instalar uma barreira nova, obriga ao pagamento de mais 39 euros/metros. Convém ter em conta que uma pancada mais violenta no rail, depois de uma saída de pista, pode levar a danificar até 30 metros de rail, pelo que só este “acidente” pode levar a que a fatura a pagar suba drasticamente.
No caso de ser necessária a entrada em pista dos comissários ou a intervenção do safety car, a situação torna-se mais complicada, em especial para a carteira: uma hora de assistência dos comissários custa 60 euros, enquanto o custo do safety car é de 101 euros por cada 30 minutos.

Em casos mais graves, que obriguem ao fecho da pista por causa da gravidade do acidente, Nürburgring vai perdir o pagamento de 1666 euros por cada hora que a pista permaneça fechada. Por fim, para utilizar o serviço de reboque do circuito, é necessário o pagamento de 500 euros. Tudo isto para além das despesas que terá com o carro que leva ou que aluga… ou seja, uma brincadeira em Nürburgring que corra mal pode ocasionar uma despesa de… 15 mil euros, o recorde até agora registado no circuito alemão. Isto, sempre falando do ponto de vista económico, porque os possíveis danos pessoais não têm preço.

CIRCUITO DE NÜRBURGRING NORDSCHLEIFE (números)

Início de construção – 27 de setembro de 1925
Inauguração – 18 de junho de 1927
Primeiro vencedor de uma corrida de automóveis – Rudolf Caracciola, 19 de junho de 1927
Comprimento da pista – 20,832 km
Curvas – 73 (33 esquerdas e 40 direitas)
Ponto mais elevado – 616,8 m acima do nível do mar
Ponto mais baixo – 320 m acima do nível do mar

PREÇOS DE ENTRADA NO CIRCUITO DE NÜRBURGRING

1 volta – 25 euros à semana/30 euros aos fim de semana
9 voltas – 270 euros ao fim de semana
25 voltas – 550 euros
Jahreskarte – cartão anual – 1900 euros

Fonte: Nordschleife