Exames de condução de moto acompanhados pelo examinador

Exames de condução de moto acompanhados pelo examinador

Conduzir uma moto não é, certamente, como todos sabemos, a mesma coisa que conduzir um automóvel. Deste modo, a formação administrada numa escola de condução a um candidato a obter um título que autoriza à condução deste tipo de veículos é distinta àquele que pretenda conduzir um automóvel.

Quando se avalia as competências de um candidato que pretende uma carta da categoria “B” (automóveis ligeiros em Portugal), o examinador acompanha o candidato dentro a viatura que é utilizada no exame de condução. Pergunta-se então, por que razão não acompanha o examinador o candidato a exame “A” (motociclo em Portugal) em cima da moto ou noutra moto?

Acompanhamento do exame em moto

Na Suécia, país onde a prevenção e segurança rodoviárias estão mais evoluídas do que a média europeia, executa os exames de condução de motociclos com um examinador que, faça chuva ou faça sol, acompanha o exame conduzindo outro motociclo.

Mais. Uma vez que as indicações vão sendo efectuadas através de rádio, tal como em Portugal, o examinador vai transmitindo as indicações convenientes aos exames de condução, transitando atrás do examinando e avaliando o seu desempenho.

No entanto e porque a intensão não é apenas de avaliar, mas sim e também de ter uma atitude pedagógica para com o candidato que está a avaliar, mostrando-lhe aqui e ali, como deve proceder para se integrar melhor no trânsito e desenvolver a sua condução.

E como assim é, em determinados momentos do exame, ele passa para a frente do candidato a condutor de motociclo e demonstra-lhe como fazer e qual o melhor trajecto a desenvolver. E ao actuar desta forma, está a melhorar as capacidades do candidato a condutor de motociclos, diminuindo as possibilidades de acidente rodoviário.