Como funciona a regra de cedência de passagem?

São muitos os condutores que desconhecem as regras de trânsito, apesar de conduzirem veículos dariamente na estrada. Uma das regras mais “difíceis” de interiorizar é a da prioridade. O Circula Seguro deixa-lhe algumas dicas e conselhos sobre a regra da prioridade e da cedência de passagem.
Para o trânsito ser feito de uma forma ordenada foi necessário criar um conjunto de regras no caso dos veículos se cruzarem nos seus trajetos, assim temos as regras gerais de prioridade e regras de cruzamento de veículos.

Cedência e Prioridade de Passagem

O condutor sobre o qual recaia o dever de ceder a passagem deve abrandar a marcha, se necessário parar, ou, em caso de cruzamento de veículos, recuar, por forma a permitir a passagem de outro veículo, sem alteração da velocidade ou direção deste. O condutor com prioridade de passagem deve observar as cautelas necessárias à segurança do trânsito.

Regra Geral

Nas praças, cruzamentos e entroncamentos o condutor deve ceder passagem aos veículos que se apresentem pela direita.

Cedência de Passagem em Certas Vias ou Troços

Os condutores cedem a passagem a todos os veículos quando:
– Saem de um parque de estacionamento, de uma zona de abastecimento de combustível ou de qualquer prédio ou caminho particular
– Entram numa autoestrada ou via reservada a automóveis e motociclos pelos respetivos acessos
– Entram numa rotunda
– Qualquer condutor que saia de uma passagem de nível tem prioridade de passagem sobre todos os veículos.

Cedência de Passagem a Certos Veículos

Os condutores devem ceder a passagem:
– Às colunas militares ou militarizadas, bem como às escoltas policiais
– Aos veículos que se desloquem sobre carris nos cruzamentos e entroncamentos mesmo que se apresentem pela esquerda
– Aos velocípedes que atravessem a faixa de rodagem nas passagens assinaladas para a sua travessia
– Veículos de Tração Animal e Velocípedes
Os condutores de veículos de tração animal ou de animais (cavalos, por exemplo) cedem passagem aos veículos a motor, exceto quando os veículos a motor pretendem entrar numa rotunda, quando estes saem de um parque de estacionamento, de uma zona de abastecimento de combustível ou de qualquer prédio ou caminho particular e também quando encontram sinalização de cedência de passagem.
Os condutores de velocípedes desde Janeiro de 2014 que não são obrigados a ceder a passagem a veículos com motor, no entanto devem ceder passagem a todos os veículos (com ou sem motor) que se apresentem à sua direita incluindo os condutores de veículo de tração animal ou de animais.
Esta situação gera alguma confusão e por vez os candidatos são incorretamente informados pelas escolas de condução que os velocípedes são equiparados a veículos com motor e por isso não cedem passagem aos veículos de tração animal.

Veículos de Transporte Coletivo de Passageiros

Dentro das localidades os condutores devem ceder a passagem aos veículos de transporte coletivo de passageiros quando estes assinalam devidamente a sua intenção de iniciar a marcha.
Veículos em Serviço de Urgência (Veículos Prioritários)
São veículos prioritários os veículos que assinalam devidamente a sua marcha de urgência, esta denominação termina assim que não assinalarem a sua marcha de urgência.
Estes veículos têm prioridade sobre qualquer outro veículo em todos os locais e situações, incluindo:
– Ao sair de um posto de abastecimento
– Ao sair de um prédio
– Ao sair de um parque de estacionamento
– Ao sair de um caminho particular
– Ao entrar numa rotunda
– Em vias estreitas
Existem apenas duas situações onde estes veículos perdem a prioridade:
– Perante veículos que saiam de uma passagem de nível
-Ao entrarem na autoestrada ou via reservada a automóveis e motociclos pelos respetivos acessos.

Fotos: Wikipédia, ANSR