Operação Mercúrio da GNR

gnr mercurio

A Guarda Nacional Republicana (GNR) levou a cabo mais uma operação Mercúrio, a operação teve início às 8 horas da manhã de domingo, dia 9 de Março, terminando às 20 horas do mesmo dia, sendo considerada uma operação de curta duração, pois como se constata, decorreu somente durante 12 horas. Esta operação anunciada e divulgada antecipadamente que incidiu especialmente sobre o controlo de velocidade.

Noutra vertente, seriam de esperar números relativamente baixos ou pouco relevantes a nível de acidentes, atendendo ao fato de esta operação ser efetuada num domingo, para mais já no fim do inverno, logo sem grandes surpresas a nível climatérico que pudessem ser usadas como justificação para a ocorrência de acidentes.

Os meios e o foco da fiscalização

Foram mobilizados 275 militares da Unidade Nacional de Trânsito da GNR para esta operação específica, segundo informação disponibilizada pelas autoridades, estes elementos estavam equipados com todos os meios fixos e móveis de controlo de velocidade operacionais.

A Guarda Nacional Republica intensificou o patrulhamento e a fiscalização do controlo de velocidade, tendo orientando a operação para as autoestradas, “onde as infrações por excesso de velocidade são mais frequentes e dão origem a um risco acrescido de acidentes de viação”.
Realizaram um total de 132 ações para combater a sinistralidade rodoviária associada ao excesso de velocidade.

Danos pessoais

Durante a operação Mercúrio foi controlada a velocidade a 45.506 condutores, dos quais 820 estavam a circular em excesso de velocidade, segundo referiu a GNR na nota de balanço da ação de fiscalização realizada nas autoestradas portuguesas.

Durante a operação de controlo de velocidade, a GNR deteve ainda um condutor por conduzir com excesso de álcool e registou 617 autos de contraordenação diversos.

Nas 12 horas da operação os danos pessoais foram elevados, pois como consequência dos 167 acidentes registados pela GNR, ocorreram três mortes, seis feridos graves e 46 ligeiros.

Outros números do fim de semana

A GNR além da operação em destaque, efetuou a sua atividade regular, onde levou a cabo diversas operações de combate à criminalidade realizadas também durante o fim de semana em todo o país, no total foram detidas 153 pessoas.

Numa nota emitida pela GNR, esta corporação escalpeliza que das 153 detenções, 88 foram por condução sob efeito de álcool, 25 por condução sem habilitação legal para o efeito, cinco por tráfico de produtos estupefacientes, quatro por furto, duas por posse ilegal de armas e uma por posse de arma proibida.

As detenções foram efetuadas pelos militares da GNR e ocorreram nos distritos de Aveiro, Beja, Bragança, Faro, Leiria, Porto, Santarém, Setúbal, Viana do Castelo e Vila Real. Apesar de durante o fim de semana, no âmbito do conjunto de operações de prevenção, combate à criminalidade violenta e de fiscalização rodoviária, serem em todo o território continental.

Durante o fim de semana, a Guarda Nacional Republicana elaborou também 149 autos de notícia e 1.834 autos de contraordenação. Foram apreendidas 227 doses de heroína, 15 doses de haxixe, quatro armas de fogo, quatro armas brancas, 2.720,45 euros em numerário, 50 munições de diversos calibres, sete aves exóticas e 900 peças de artigos contrafeitos no valor total de 9.800 euros.

Foto | Highway Patrol Images