Prevenção de sinistralidade rodoviária ou caça à multa descarada?

Prevenção da sinistralidade rodoviária ou caça à multa descarada?

A prevenção rodoviária em Portugal tem como principal objectivo a diminuição da sinistralidade rodoviária grave e muito grave, para que as suas consequências passem a não existir. Sabemos que essa intensão é utópica, no entanto tudo deverá ser feito para que algo de positivo possa acontecer.

Uma das causas da sinistralidade rodoviária com consequências nefastas é a velocidade excessiva ou inadequada por parte dos condutores; é fácil dizer-se que a culpa é de quem transgride, que deverá ter outro comportamento, etc… No entanto, não bastará isso. Terá de fazer-se algo mais.

A caça à multa e a prevenção rodoviária

Por todo o país existe um comportamento por parte das autoridades de fiscalização de transito, bastante reprovável. É um comportamento que está directamente ligado à falta de prevenção rodoviária, promovendo sim a verdadeira caça à multa.

Desta forma, pretendem as autoridades competentes não prevenir que a taxa de sinistralidade rodoviária diminua, assim como o elevado numero de feridos graves e mortos, mas sim garantir uma punição aos infractores, punição essa que ajude as contas do Estado.Prevenção da sinistralidade rodoviária

Fazem-no num verdadeiro jogo de “gato e rato” e o “eu escondo-me, tu não me vez e eu apanho-te” não promovendo segurança mas sim indignação e revolta por parte dos condutores, não apenas dos infractores, esses não têm direito a tal, mas sim dos não infractores que se veem condicionados na sua segurança.

Não é a primeira vez que alertamos para isto, mas nunca é demais tentar sensibilizar as autoridades responsáveis pela fiscalização do trânsito de que, se ocorrer um acidente com vitimas mortais, de nada valeu estarem escondidos. Mas isso parece não interessar, uma vez que o importante é encher os cofres.