Invisuais com escrita no chão

Invisuais com escrita no chão

Hoje vou, uma vez mais, escrever um artigo direccionado para os peões e o que vai sendo feito para eles e pensando na sua comodidade e segurança. Nomeadamente pelos peões invisuais que se deslocam nas vias públicas e apenas podem contar com eles mesmos.

Já abordei alguns pontos da cidade de Coimbra, relativamente ao que os peões têm ao seu dispor. No entanto, tendo-o feito de uma forma mais abrangente, irei desta feita especificar mais a questão, como indiquei antes, aos peões invisuais.

Leituras no chão para invisuais

O Largo da Portagem, junto à estação e à Ponte Santa Clara, o transito de peões e veículos é verdadeiramente intenso. Certamente não tão intenso como Lisboa ou Porto, mas intenso, à dimensão da cidade capital de distrito.

Sendo uma cidade central, a chegada e partida de pessoas, seja em autocarro, seja de comboio, é bastante elevado. Nesse sentido, surgiu a necessidade de equipar a via publica de informação capaz de permitir a invisuais que se movimentam sós, em segurança.

Assim, quem se deslocar pela baixa de Coimbra, essencialmente, e solicita-se que toda a cidade seja equipada com este tipo de informação, constatará que junto das passadeiras, o chão é constituído de material diferente do restante passeio. Tal deve-se ao facto de haver necessidade de colocar informação capaz de orientar, devidamente, este grupo de peões e utilizadores da via publica.

É de louvar que a autarquia conimbricense tenha projectado aqueles espaços daquela forma, mas também é de sugerir que o alarguem a mais vias da cidade, assim como tenham a sensibilidade de perceber que existem muitos obstáculos à segura circulação destes peões.