Mobilidade é segurança para peões

Mobilidade é segurança para peões

A mobilidade de peões na via pública está directamente associada à segurança rodoviária geral. E tal acontece porque, se os peões tiverem locais para circular sem que os mesmos estejam equipados com barreiras arquitectónicas, vai permitir que não tenham que se deslocar na faixa de rodagem.

Com a intensidade de peões, nas localidades costeiras, nesta época de verão, o risco de conflito entre estes utilizadores e os condutores dos mais diversos veículos, é elevado. Se as localidades que recebem os veraneantes e turistas estiverem devidamente equipadas, esse risco diminui exponencialmente.

Cidades preparadas são cidades seguras

Quando uma aldeia, vila ou cidade se diz turística e almeja a visita avultada de pessoas que pretendam admirar o espólio arquitectonico que disponibilizam, tem de estar preparada para proporcionar a maior segurança e mobilidade.

Desta feita, conseguir essa segurança permite que a mobilidade seja mais fluída e tranquila para quem utiliza o espaço e assim aumentar a possibilidade de obter mais visitantes, melhorar a economia local e proporcionar maior confiança ao tráfego.

A Praia da Tocha é um bom exemplo no sector da mobilidade e segurança rodoviária, uma vez que, sendo uma localidade que alberga bastante população na época de verão, se encontra equipada com mecanismos rodoviários e de vigilância que permitem um aumento na segurança de quem a ela se desloca para usufruir de um período de tempo em lazer.

Ali, os automobilistas ocasionais dispõem de espaços de estacionamento repletos de sombra, a cerca de um quarteirão da avenida marginal. Isso permite um espaço seguro para deixarem os seus veículos, garantindo uma melhor mobilidade para sair da vila. Enquanto peões, esses utilizadores têm garantidos espaços de circulação e lazer capazes de proporcionar o acesso a qualquer utilizador, seja qual for a eventual condicionante física.