O que é o ESP ou controlo eletrónico de estabilidade

ESP - controlo eletronico estabilidade

ESP, ESC, DSC, VDC, VSA e VSC são as siglas comerciais do controlo eletrónico de estabilidade, um dos avanços tecnológicos no que toca a matéria de segurança activa mais importante dos últimos tempos. A sua função é conseguir que o veículo se mantenha na trajectória marcada pelo conductor com o volante, reduzindo em boa quantidade os riscos derivados de um despiste.

O controlo de estabilidade compara a trajectória marcada pelo próprio conductor com a trajectória real do veículo, analisa também a velocidade de viragem das rodas e intervem actuando sobre elas para redireccionar o veículo. Normalmente esta actuação é produzida mediante a travagem selectiva das rodas, usando elementos comuns como por exemplo o ABS.

Como funciona o ESP?

Um ESP é composto por uma unidade de controlo eletrónico (UCE), e ainda uns actuadores situados no sistema de travagem, além disso também é composto por sensores:

– Sensor do ângulo de direcção, que através da coluna de direcção informa sobre o movimento do volante.
– Sensores de velocidade de viragem, comuns ao ABS, que situados nas rodas informam sobre eventuais bloqueios.
– Sensor do ângulo de viragem e aceleração transversal, que informa sobre o comportamento real do veículo.

A UCE compara a um ritmo de umas 25 vezes por segundo as informações que chegam dos sensores. Se em um dado momento a informação sobre o comportamento real do veículo não coincide com a informação da viragem desenhada, o ESP detecta que se encontra perante uma situação de risco e intervem travando a roda mais conveninente para que o veículo recupere a trajectória, ou, em determinados casos, reduzindo o binário do motor para conseguir obter um efeito misto.

Este vídeo explica de forma muito gráfica o funcionamiento de este sistema:

Visto isto, a única coisa que deve fazer o condutor quando o ESP intervemm é marcar a trajectória que deve seguir o veículo, para que seja possível o sistema interpretar correctamente a situação. O controle eletrónico de estabilidade pode dar-nos uma mao sempre que não excedermos os limites que são marcados pela Física.

Os estudos que se debruçaram sobre o do sistema ESP, situam-no em segundo lugar entre os sistemas de segurança, só é ultrapassado pelo cinturão de segurança, e falam ainda de uma redução de risco de vida em 80%. Mas para termos uma ideia mais precisa do que isto significa ver um vídeo mais. O primeiro mostra uma séria de possíveis situações que poderiam ser reais, vistas da perspectiva do condutor:

Dicionário de sistemas de segurança para automóveis

ESP, Controlo eletrónico de estabilidade

Recupera a trajectória do veículo em caso de perda de estabilidade por falta de aderência

Também denominado por:

ESP, ESC, DSC, VDC, VSA, VSC

Nota: A denominação oficial é a sigla ESC, se bem que a sigla ESP, tem sido a denominação da Bosch, e é a que mais tem sido implementada e utilizado no nosso país.

Relacionado com:

ABS

Inventor / Ano:

Bosch / 1995