A importância de alinhar a direção

michelinpss_alignp

Será que o seu carro tem a direção alinhada? Quando foi a última vez que a verificou? Já não se lembra? Imagine por quantos buracos na estrada já passou desde essa última vez, por isso o melhor será perceber se ainda está alinhada?

Quando se trata de dúvidas sobre alinhamentos de rodas consulte o seu especialista Michelin, pois só com um bom especialista poderá garantir que o seu veículo está em condições de circular de forma segura na via pública.

O alinhamento das rodas ou paralelismo, como às vezes se chama, consiste em colocar paralelas as rodas de cada eixo e paralelos os eixos entre si, ajustando os diversos ângulos das rodas, segundo os valores estabelecidos pelo construtor da viatura.

Os parâmetros principais da geometria de direção são a convergência e a divergência, também chamados de queda positiva ou negativa. Um correto alinhamento das quatro rodas assegura-lhe um comportamento ótimo e as melhores performances do seu veículo.

Porque é necessário efetuar o alinhamento das rodas de forma regular?

Um mau alinhamento das rodas aumenta o desgaste e a deterioração dos pneus, sendo que muitos componentes mecânicos da direção podem ficar afetados. Mais, o efeito de arrasto dos pneus provocado por um mau alinhamento faz com que a viatura consuma mais combustível.

Por vezes, o alinhamento das rodas desajusta-se quando estas batem contra um passeio com mais força ou por pequenos choques muito repetitivos. Também se pode desajustar por passar num buraco a grande velocidade ou em caso de ter sofrido um acidente de pouca gravidade.

Para constatar de um modo fácil se temos um problema de alinhamento ou paralelismo, passamos a mão pela banda de rolamento do pneu do exterior para o interior e vice-versa.

Se notamos asperezas do interior para o exterior estamos perante um problema de convergência, neste caso se olharmos para a viatura de frente veremos como os dois pneus estão desviados para o interior.

Se, pelo contrário, as asperezas se notam do exterior para o interior temos um problema de divergência ou abertura, neste caso se olharmos para o veículo de frente veremos como a parte da frente do pneu direito dianteiro se desvia para a direita e a parte da frente do pneu esquerdo se desvia para a esquerda.

O tempo aproximado para ajustar os diversos parâmetros de alinhamento é entre 30 a 45 minutos. Para encontrar o ponto de venda mais perto de sua casa utilize o pesquisador de distribuidores Michelin, que o poderão informar e aconselhar sobre qualquer dúvida que tenha relacionada com pneumáticos.

Outros pormenores a verificar

Outro fator a ter em atenção é a inclinação da roda, para dentro ou para fora, em relação à vertical se olhamos a viatura de frente. Este valor mede-se em graus. Se a roda tem um ângulo de queda, também chamado de camber, que excede os parâmetros indicados pelo construtor provoca um desgaste irregular do pneu.

A queda positiva ocorre quando a parte superior da roda está inclinada para fora. Uma queda positiva excessiva desgasta o pneu pela parte exterior da banda de rolamento. A queda negativa ocorre quando a parte superior da roda está inclinada para dentro. Uma inclinação negativa excessiva desgasta o pneu pela parte interior da banda de rolamento.

Um ponto que muitas vezes é confundido com alinhamento de rodas é a equilibragem adequada das rodas, esta evita vibrações que podem ser detetadas a diferentes velocidades no volante, no tablier ou em outras peças suspensas da viatura, como os retrovisores.

A equilibragem das quatro rodas é indispensável para o conforto de condução, retirando as vibrações, aumentando a sensação de segurança do condutor e o bem-estar a bordo e permite ainda utilizar as reais potencialidades dos pneus.

Fonte | Michelin
Foto | Itsamanslife