Entenda a Ficha Técnica do seu veículo – Motor e Cilindrada

Ficha Técnica do seu veículo (1)

Você sabe qual é o potencial do seu carro ? Informações como potência, binário, cilindrada ou distância entre eixos são desconhecidas para si?
Durante uma série de artigos, você vai a aprender a entender a ficha técnica do seu carro.

Motor:

Potência x Binário, RPM e a curva de potência do seu motor:

powercurve

As informações sobre motor contidas em sua ficha técnica representam o potencial de um veículo e até mesmo a sua segurança.
Os valores de potência e binário, geralmente aparecem sucedidos da rotação máxima na qual se atinge a potência máxima ou o binário máximo. As unidades potência e binário  são o kW(quilowatt) ou o CV(cavalo-vapor); e Nm (Newton-metro).
Durante o funcionamento do motor, cada combustão ocorrida nos cilindros tem a sua força transmitida aos pistões, e então à cambota. Essa força é chamada de binário, e o seu binário é obtido através multiplicação da força da combustão pelo comprimento do munhão da cambota.
O binário máximo é obtido a um regime relativamente baixo do motor, e tende a diminuir com o aumento da rotação do motor. Isso pode ser percebido com facilidade em retomadas de velocidade, arranques em sinais de transito e ao circular por estradas muito acentuadas, pois nesses momentos, dependendo do carro, não é necessário pisar tanto no acelerador para o veículo responder, se seu carro é assim, é por que ele tem um bom binário em baixas rotações, geralmente os supercarros são os que têm centenas e centenas de Nm de Binário, permitindo colar os passageiros aos bancos.
Como dito antes, o binário diminui conforme a rotação do veículo sobe, no entanto, quando o motor ganha velocidade, sua potência sobe e atinge seu ápice a um regime bastante elevado. Logo, em baixas rotações a potência é baixa, e o binário é quem age para deslocar o veículo, nas rotações intermédias a potência subiu consideravelmente; o veículo está a uma velocidade maior, o binário já não é tão influente. Em altas rotações a força do motor diminui bastante, mas essa perda é compensada pelo aumento do regime do motor (alta rotação e alta potência), apesar disso, em rotações ainda mais altas a diminuição do binário é tamanha, que o alto regime não consegue mais compensar, e então a potência do motor cai. Agora fica mais fácil entender por que os números de potência e binário aparecem acompanhados do número de RPM máximo:

  • Potência: 192cv às 7800 Rpm
  • Torque: 188 Nm às 6100 Rpm

No caso acima, o veículo produz 188 Nm de binário a 6100 Rpm, e sua potência máxima é alcançada a 7000 Rpm.
Nota: Para condução desportiva, recomenda-se trocar a mudança a uma rotação 5% acima da rotação de potência máxima e para um condução económica, aproveitando a força do motor, recomenda-se trocar de velocidade na rotação de binário máximo.
As revistas de carros mostram esses dados numericamente, e também num gráfico cartesiano, chamado de Curva de potência(figura no início deste título). Nela é possível ver claramente como a potência e binário se relacionam e em qual regime do motor um está mais disponível do que o outro, e até mesmo o consumo de combustível pode ser verificado no mesmo gráfico.

 

Cilindrada:

Ficha Técnica do seu veículo (2)

 

A cilindrada de um motor é comummente informada em l(litros) ou cm³(centímetros cúbicos), e é determinada pela quantidade de cilindros no motor e o volume de cada cilindro. Cada cilindro do motor tem seu volume determinado por suas dimensões internas, essas dimensões são:

  • Diâmetro do cilindro;
  • Curso do pistão.

Isto nos diz que durante o funcionamento do motor o volume de gases de combustão expulsos pelo motor é a sua cilindrada.
Você mesmo pode calcular facilmente a cilindrada do seu motor, pois em uma ficha técnica além dos dados de cilindrada, também é possível identificar os valores diâmetro x curso. Assim você pode executar o seguinte cálculo:

  • Cilindrada total = (?xxSxn)/4

Obs1: D é o diametro do cilindro, S é o curso do pistão e n é o número de cilindros do motor.
Obs2: Caso você tenha realizado o cálculo e obtido um valor abaixo da sua cilindrada, mas muito próximo, por exemplo 1598cc para um motor 1600cc. Não se preocupe, você não foi enganado, em virtude das tolerâncias do motor, projeto e sistema de medições é admissível esse arredondamento.

Espero que tenha ficado esclarecido. Na próxima semana falarei da disposição do motor no veículo e a suspensão.