Está na altura de verificar e trocar as escovas do limpa para-brisas

Se as escovas limpa para-brisas não estiverem em condições poderá sofrer um acidente de viação. Não hesite em substituí-las, podendo até você mesmo fazê-lo.

As escovas limpa para-brisas são um elemento de segurança essencial. Removem sujidade e água do vidro, garantindo que possa ver e, dessa forma, consiga tomar as melhores decisões quando está ao volante. Isso se estiverem em condições…

Quando não se apresentam em condições, a remoção da própria água da chuva não é eficaz, as escovas fazem ruído ou até vibram. Esteja atento a estes sinais, sendo que nos automóveis que ficam mais frequentemente estacionados diariamente na rua, tendem a sofrer uma degradação mais acentuada da qualidade da lâmina de borracha das suas escovas.

Se não estiverem nas melhores condições, deverá mesmo trocá-las, sem hesitação, sendo essa uma operação que pode ser executada por si próprio.

No entanto, se notar que as lâminas estão rasgadas nas pontas, isso pode ser um indício de que as escovas estão a bater nas extremidades do vidro, sendo provável que os braços estejam desregulados. Nesse caso, vá a uma oficina.

Depois de adquirir umas escovas adequadas numa loja da especialidade ou até mesmo numa grande superfície comercial, é altura de colocar mãos à obra.

Genericamente, há dois tipos de limpa para-brisas: convencionais, com armação de metal (mais característicos de veículos antigos ou de versões de equipamento mais elementares) e mais modernos, com estrutura inteira de borracha (tipicamente presentes em modelos novos e de segmentos superiores).

Não esqueça o travão

As palhetas estão sempre presas aos braços do limpa para-brisas por um travão. Para as soltar, basta destravar e a escova solta-se do braço.

Para montar a nova escova, é imprescindível que volte a colocar o travão para a fixar.

Relacionado com as escovas limpa para-brisas, estão outras duas coisas: o depósito do líquido de lavagem do para-brisas (deve estar cheio e, preferencialmente, com líquido específico dadas as suas propriedades detergentes) e o esguicho (que pode estar entupido e mal redirecionado).

Verifique também estes dois componentes, podendo, com jeito, usar um alfinete fino para desobstruir o canal por onde sai a água do esguicho.