Artigos na etiqueta Ciclistas e segurança rodoviária

A União Europeia aperta regras de segurança rodoviária

As novas regras de segurança rodoviária preparam o caminho para a condução autónoma

Os veículos novos trazem novas tecnologias propostas pelas marcas, para diferenciá-los dos demais. Mas as entidades reguladoras também estão a impor a adoção de novas regras de segurança rodoviária. Nesse sentido serão usadas novas tecnologias aplicadas aos novos carros. Assim, na União Europeia (UE) todos os automóveis novos, vendidos a partir de maio de 2022, terão de estar equipados com uma panóplia de tecnologia que visa aumentar a segurança.

Bruxelas concordou com um lote de novas regras obrigatórias para os equipamentos de segurança dos automóveis. Saiba quais os sistemas que os veículos novos possuirão daqui a 3 anos. Ler mais…

Ciclistas, que prioridade e circulação?

Ciclistas

Muito se tem falado e escrito sobre as novas regras de trânsito onde os ciclistas estão envolvidos, nomeadamente na sua prioridade sobre os demais condutores, algo que até então não estava previsto. No entanto, devemos ler e interpretar a legislação, no sentido de percebermos o que está realmente regulamentado.

Sabendo-se da importância da comunicação social na informação das pessoas, é fundamental que essa mesma comunicação social não desinforme quem procura o saber que lhe podem fornecer, nomeadamente falhando com pequenos pormenores que podem ter enormes consequências nefastas para a segurança rodoviária e seus intervenientes.

Ler mais…

As cidade da bicicleta

1231405_10151660535853037_818585614_n

Utilizar a bicicleta como meio de transporte está a tornar-se um hábito dos portugueses. Cada vez mais se vêm utilizadores da via publica a se deslocarem de e para o local de trabalho de bicicleta, a levar as crianças à escola, a efetuar trabalho de estafetas e mais recentemente na distribuição de correspondência no serviço dos Correios de Portugal.

Com os combustíveis fósseis cada vez mais caros, associado à necessidade das famílias pouparem no corte das suas despesas, mas também com o objetivo de ajudar à diminuição de CO2 para atmosfera, o aumento de tráfego destes veículos de duas ou três rodas tem vindo a aumentar a olhos vistos. Esta nova “corrida” á utilização destas viaturas, também está direcionada com a vertente da saúde, uma vez que a obesidade, devido à sedentariedade laboral, é elevada, mas também a melhoria do funcionamento cardiológico aumenta com o exercício advindo das pedaladas.

Ler mais…