Artigos na etiqueta condutor

Algumas dicas para recrutar motoristas do sexo feminino para a sua frota de veículos

Algumas dicas para recrutar motoristas do sexo feminino para a sua frota de veículos

Já pensou a dificuldade que têm as empresas para contratar motoristas profissionais, capazes e de confiança? Saiba que, estatisticamente, as mulheres representam, nos Estados Unidos da América, metade da força de trabalho; no entanto menos de 6% da população de condutores de automóveis pesados.

Se pensar que a introdução de motoristas do sexo feminino na sua frota de veículos poderá ser uma vantagem acrescida para o seu negócio, excluindo a posição machista que ainda se sente no sector, pense qual a melhor forma de recrutar neste nicho.

Ler mais…

Mantenha as mãos e os pés dentro do veículo enquanto circula

Mantenha as mãos e os pés dentro do veículo enquanto circula

Quantas foram as vezes em que já foi a uma feira com atrações e verifica que em cada carrocel tem um painel que indica “Mantenha as mãos e os pés dentro da área de protecção durante o tempo de duração da viajem.”? Essencialmente podemos observar estas indicações em atrações como montanhas-russas e facilmente percebe-las. Mesmo estando dentro de uma distância de segurança, algo poderá acontecer e de um momento para o outro vermo-nos privados de uma das mãos ou pés.

No entanto, parece haver algo que nos tapa a compreensão quando falamos de automóveis. Sempre que a temperatura sobe um pouco mais e porque nem todos os automóveis têm ar condicionado, é hábito ver-se os condutores e passageiros com as mãos expostas fora da área de proteção; dentro do automóvel.

Ler mais…

Alteração dos estados emocionais nos peões

Estados emocionais no trânsito

Fala-se muito dos condutores, da sua postura no trânsito e comportamentos adequados ou mal enquadrados com a segurança, de como o álcool os afecta ou até mesmo o consumo de drogas ou medicamentos. Por vezes comenta-se, também, que os estados emocionais alterados, condicionam toda a segurança.

Tudo é verdade e devidamente provado cientificamente. Mas o que falta mesmo, apesar de, por vezes, se abordar a questão, é intervir-se ao nível dos peões, no que diz respeito aos seus estado emocionais e a forma como eles condicionam a segurança dos próprios e a alheia.

Ler mais…

Excesso de familiaridade pode ser prejudicial à segurança

banco mustang

Após algum tempo a conduzir o mesmo carro ganhamos uma grande familiaridade com o nosso veículo, algumas vezes essa familiaridade impede de apercebermo-nos de pequenos defeitos que a viatura padece com o acumular de quilómetros devido ao desgaste natural ou de pequenas maleitas que surjam com o tempo.

Mesmo com a realização da inspeção periódica onde os principais sistemas são verificados para assegurar a segurança e capacidade de circular nas estradas, não são detetados pormenores que podem implicar na qualidade de condução de um carro, logo a segurança de circulação do mesmo.
Ler mais…

Estará a lei dos tempos de repouso bem elaborada?

Estará a lei dos tempos de repouso bem elaborada?

Já aqui abordamos diversas vezes a questão dos motoristas de automóveis pesados me a lei que regulamenta os tempos de repouso, aqueles que tantos contestam, mas existem ao abrigo de uma norma europeia que visa proteger os trabalhadores.

Não vou abordar novamente a razão pela qual surgiu esta lei europeia, porque esse assunto está bastante debatido. Hoje a questão é outra; hoje a questão está associada à aplicação da lei, ou melhor, às condições para aplicação da lei que regula os tempos de repouso.

Ler mais…

É bom condutor? Saiba aqui se sim ou não

6921496914_276d411c27_c

Pensa que sabe conduzir? Teste aqui se cumpre o que é preciso para se ser um bom condutor. Para ser bom condutor não basta saber engrenar corretamente as mudanças, ou ter uma condução calma, é muito mais do que isso, não estamos sozinhos na estrada e nesse sentido, ser bom condutor é ter respeito pelos outros que nos rodeiam, como em tudo na vida mas na estrada essa falta de respeito pode trazer consequência graves.

Ler mais…