Artigos na etiqueta Conselhos para conduzir com segurança

Como podemos contribuir para a segurança rodoviária

11777581043_ed3bf897ac_k

Não existem fórmulas mágicas para nada na vida, mas se tivermos uma atitude proativa perante as situações adversas com as quais nos deparamos temos maior probabilidade de sermos bem-sucedidos no nosso objetivo, independentemente de qual ele seja.

Quando entramos num automóvel precisamos de ter consciência que temos o controlo e a responsabilidade de um veículo e que, se este for mal utilizado, ou se for usado sem regras, poderá causar problemas graves, tanto a si como aos outros. Ler mais…

Prevenção de sinistralidade rodoviária ou caça à multa descarada?

Prevenção da sinistralidade rodoviária ou caça à multa descarada?

A prevenção rodoviária em Portugal tem como principal objectivo a diminuição da sinistralidade rodoviária grave e muito grave, para que as suas consequências passem a não existir. Sabemos que essa intensão é utópica, no entanto tudo deverá ser feito para que algo de positivo possa acontecer.

Uma das causas da sinistralidade rodoviária com consequências nefastas é a velocidade excessiva ou inadequada por parte dos condutores; é fácil dizer-se que a culpa é de quem transgride, que deverá ter outro comportamento, etc… No entanto, não bastará isso. Terá de fazer-se algo mais.

Ler mais…

Farto de ouvir falar de condução defensiva?

AngryDriver

Conduzir um veículo é relativamente fácil, o que realmente é difícil é conduzir com sabedoria, ou como se lê em tudo o que é literatura sobre condução, de forma defensiva. Devido ao insistir nesta frase ela encontra-se algo desgastada, pelo que muita gente acredita ser algo desnecessário de insistir, pois já todos sabem que o devem fazer e que tendo essa atitude ao volante reduz as probabilidades de se envolverem em acidentes.

Se acha que ler pode ser uma forma de relembrar algo que sabe mas pode estar esquecido, faça-o, não parta do princípio que um tema muito falado deixa de fazer sentido ou ter lugar na comunicação, se assim fosse as empresas não faziam anúncios publicitários, afinal você já havia falado delas pelo menos uma vez.
Ler mais…

Conselhos para conduzir com nevoeiro

Conduzir com nevoeiro - CS

Todos nos lembramos do acidente mais trágico até aos dias de hoje nas estradas portuguesas, no dia 23 de Agosto de 2010, quando 57 veículos embateram na A25 junto ao nó das Talhadas. Tudo devido ao nevoeiro, pois bem o nevoeiro é provavelmente o elemento mais perigoso na estrada, uma vez que impede a visão da estrada que se encontra à frente e em alguns casos tão denso que torna-se impossível conduzir. Para quem nunca conduziu naquela zona da A25 experimente a colocar uma folha de papel vegetal à sua frente e é o mesmo resultado, quando o nevoeiro é muito denso naquela zona é impossível de conduzir, limitamo-nos a seguir as linhas sem qualquer ideia do que possa estar à nossa frente.

Ler mais…

Operação “Hermes – Viajar em Segurança” 2014 – 2ª Fase

Hermes 2014

Está na estrada a 2ª fase da operação “Hermes – Viajar em Segurança 2014″ promovida pela Guarda Nacional Republicana, entre os dias 1 e 3 de Agosto.  É uma operação que se tem desenvolvido ao longo dos últimos anos, com o intuito de diminuir a sinistralidade rodoviária.

Uma vez que Agosto é, por tradição, o mês em que os portugueses optam por terem férias e, em muitos casos, se deslocarem para zonas do país diferentes das habituais de residência, o fluxo de tráfego aumenta consideravelmente, em deslocações para o litoral e Algarve.

Ler mais…

Como tratar de um insecto que se aloja dentro do carro

Insectos no carro

Não é de estranhar que nestas altura do ano, entre um pequeno curioso passageiro clandestino, dentro do carro. Falamos dos insectos no carro. Moscas, mosquitos, vespas são animais que estão sempre dispostos a percorrer uns quantos quilómetros na nossa companhia, e no final de contas corremos o risco de acabar a brigar e a dar estaladas para conseguir convence-los que é melhor voarem livremente fora do nosso veículo.

Não há duvidas, que as distrações são um dos muitos pontos fortes da sinistralidade rodoviária, pelo que, evitar situações de risco deveria ser a nossa prioridade quando estamos ao volante. Não podemos ignorar algo assim, pois alguns insectos, além de serem irritantes, podem resultar realmente em algo prejudicial, como é o caso da vespa quando se lembre de nos picas.

O que podemos fazer em casos como estes?

Ler mais…

Paginas sociais e a condução

texting

Nos Estados Unidos o mês de abril foi o mês nacional da consciência aliado à condução e com ele veio uma infinidade de pesquisas, estudos e avisos. Todos reconhecem os perigos, mas os números nunca parecem melhorar e os aumento de casos envolvendo páginas sociais e a condução são cada vez mais preocupantes.

Nesse país as campanhas de prevenção são fortes, mas infelizmente mais um caso envolvendo mensagens de texto e uma acidente rodoviário aconteceu no mês passado, com o caso de Courtney Ann Sanford, de 32 anos, de High Point, na Carolina do Norte, que morreu imediatamente depois de atualizar seu status no Facebook.
Ler mais…

Nunca deixe as crianças no carro ao sol

Crianças no carro ao sol

Diversas associações gritam ao céu pelas mortes de crianças ocorridas no interior dos carros estacionados quando os pais ou seus responsáveis os deixam sozinhos, acidentalmente ou por irresponsabilidade. A Cruz Vermelha Americana e a General Motors creem que nos últimos 8 anos morreram mais de 350 crianças assim nos EUA. Se não colocaríamos o nosso filho num micro-ondas, porque o colocamos num carro ao sol?

O corpo frágil das crianças pequenas aquecem mais rapidamente que o dos adultos (3 a 5 vezes mais), e podem atingir o estado de hipertermia, potencialmente mortal. Mesmo de janelas abertas, um carro pode converter-se num forno. Está provado que a temperatura no interior sobe mais rapidamente que no exterior devido ao “efeito de estufa” (para que se perceba).

Ler mais…

Uma passagem estreita na rua

Uma passagem estreita na rua

Quando uma estrada é construída, parte-se sempre do principio que o é no sentido de permitir a livre circulação de veículos e peões. Que a projeção é feita tendo em consideração o aumento do fluxo de veículos a médio prazo e que são utilizados os melhores materiais, mais resistentes e adequados.

Acontece que, nem sempre tal se passa. Ou seja, muitas vezes as vias são construídas olhando apenas o imediato, e mal, não são utilizados os melhores materiais nem tão pouco os mais adequados à realidade do espaço envolvente.

Ler mais…