Artigos na etiqueta Educação rodoviária

As crianças e a segurança rodoviária

Mais do que as palavras, são os atos que contam, portanto a educação rodoviária deve começar o mais cedo possível. Ensine as normas básicas de segurança rodoviária ao seu filho. Para  ele, os pais constituem referências que procura copiar mas incuta-lhe comportamentos defensivos para que esteja apto a desenvolver defesas na via pública.

Ler mais…

Formação rodoviária Vs Imposição legislativa

formação rodoviária

Já por diversas vezes aqui abordamos neste seu portal a questão da formação dos futuros condutores – instruendos de escolas de condução – e de que forma poderão estar aptos para enfrentar o trânsito.

A função de uma escola de condução é óbvia: formar os futuros condutores, de acordo com um programa especifico e com base numa lei – Código da Estrada. Ler mais…

Como podemos contribuir para a segurança rodoviária

11777581043_ed3bf897ac_k

Não existem fórmulas mágicas para nada na vida, mas se tivermos uma atitude proativa perante as situações adversas com as quais nos deparamos temos maior probabilidade de sermos bem-sucedidos no nosso objetivo, independentemente de qual ele seja.

Quando entramos num automóvel precisamos de ter consciência que temos o controlo e a responsabilidade de um veículo e que, se este for mal utilizado, ou se for usado sem regras, poderá causar problemas graves, tanto a si como aos outros. Ler mais…

O papel das autarquias na segurança rodoviária infantil

O papel das autarquias na segurança rodoviária infantil

A segurança rodoviária infantil tem de ser uma responsabilidade partilhada entre educadores, os principais são os pais, com o exemplo que disponibilizam aos seus educandos, mas também professores, com o desenvolvimento de ações de educação rodoviária e das autarquias, sejam elas Câmaras Municipais ou Juntas de freguesia, pela intervenção ou disponibilidade de meios formativos.

Seja qual for o setor a que apontemos o dedo como principal responsável, o conjunto será sempre maior que a soma das partes, uma vez que se uma das partes falhar, deverão as outras serem capaz de colmatar a respetiva falha.

Ler mais…

Os veículos de escolas de condução também são elementos activos no trânsito

Os veículos de ensino automóvel também são elementos activos no trânsito

Quem é que nunca andou numa escola de condução, para compreender, quando for para a estrada, que os automóveis de ensino dessas mesmas escolas de condução, também são elementos activos no sistema de circulação rodoviária?

Pois é, parece que andam por aí muitos(as) condutores(as) que, ou não passaram realmente por uma das muitas  escolas de condução, sujeitos a todo o processo de aprendizagem e tudo o que o envolve, ou essa passagem foi tão fugaz que já se esqueceram das suas dificuldades e das que proporcionaram, em pontuais situações, ao trânsito seu envolvente.

Ler mais…

No trânsito caótico da cidade sou rei

No trânsito caótico da cidade sou rei

Oito e pouco da manhã e o trânsito na cidade começa a fazer sentir-se num estado que se encaminha para o caótico. As regras já há muito foram esquecidas e as linhas que regulam as filas de tráfego já não assumem a sua operacionalidade; os condutores buscam pontos de fuga que lhes proporcione caminhar alguns centímetros mais.

O tempo avança, a fila não. O tempo esgota-se, para quem tem de respeitar horários, busca um espaço para estacionar ou simplesmente não tem paciência para multidões e congestionamentos. O espaço de circulação não existe, no entanto, lá bem no meio, está o rei. O rei sem reino, sem cautela, sem guerreiros, mas com muita determinação.

Ler mais…

Exemplo é um comportamento que vem de cima e deve servir para promover boas posturas dos demais

Exemplo é um comportamento que vem de cima e deve servir de promoção de boas posturas aos demais

Exemplo é o que se pretende das autoridades, sejam quais elas forem, deste pequeno país que é Portugal. Esse exemplo de comportamentos, deve servir para a promoção de boas posturas e não para criar um sentimento de revolta e impunidade para os infractores, apenas por que ocupam lugares de fiscalização.

O que a foto representa é um abuso de poder promovido por quem conduzia a viatura da Polícia de Segurança Pública, não sendo no entanto representativa da classe. Assim se espera. No entanto, não sendo esta a primeira vez que se vê uma viatura de uma força de fiscalização em transgressão, deixa de haver um bom exemplo e uma moral para se alertar quem quer que esteja a prevaricar.

Ler mais…

Peões que transgridem devem ser sancionados

Peões que transgridem devem ser sancionados

Peões atropelados é uma realidade do sistema de circulação rodoviário português, infelizmente. Mas se muitos desses peões atropelados são vitimas de condutores que transgridem, falta de espaços para circularem em condições ou inexistente espaços destinados à travessia da faixa-de-rodagem, muitos são os casos em que tal se deve à falta de educação rodoviária desses mesmos peões.

Já aqui abordamos a questão da educação rodoviária a peões, principalmente enquanto crianças, como principio do caminho de um respeito e aumento de segurança num futuro rodoviário.

Ler mais…

A educação ou falta dela nos parques de estacionamento

A educação ou falta dela nos parques de estacionamento

A educação rodoviária de cada um de nós depende unicamente de cada um de nós. Trata-se de uma forma de estar na vida, assim como no trânsito, respeitar os direitos dos outros. E se respeitarmos os direitos dos outros, respeitamo-nos a nós próprios. Caso contrário, não teremos qualquer razão para nos sentirmos ofendidos quando não nos respeitam.

Se num parque de estacionamento existem espaços destinados ao estacionamento de condutores específicos ou veículos com determinadas características, o facto de não nos enquadrarmos no que está prescrito, impede-nos, só por si, de ocupar abusivamente o espaço. Mas quando o condutor não se respeita e não respeita o seu par, então para além de utilizar um espaço, utiliza dois.

Ler mais…