Artigos na etiqueta escolas de condução

Exame de condução ou aprendizagem contínua na escola de condução?

Exame de condução ou formação contínua na escola de condução

Na escola de condução, uma candidato a condutor, quando lá entra, fá-lo com objectivo de encontrar um parceiro que lhe proporcione uma aprendizagem capaz de o transformar num activo no meio rodoviário com um valor acrescido.

Mas, esse candidato a condutor sabe, que não lhe basta frequentar um programa de formação para que lhe seja reconhecida capacidade e competência para ser um condutor credível no meio rodoviário; esse candidato será avaliado num processo de avaliação final. Assim, será melhor realizar um só exame de condução ou é preferível reforçar o que já se sabe e conhece com uma aprendizagem contínua na escola de condução?

Ler mais…

Exames de condução automóvel; centros públicos com os dias contados?

Exames de condução automovel: centros públicos com os dias contados?

O que se pretende, de um serviço público, seja ele qual for, é que tenha uma qualidade minima aceitável, a um custo justo e num timming correcto e capaz de dar resposta credível a quem dele recorre. Se assim for, estamos na presença de um excelente investimento do dinheiro dos nossos impostos, taxas e afins. Caso contrário, poderemos estar na presença de um verdadeiro “bico de obra”.

E o que se pretende por parte do IMT, nomeadamente dos centros de exame, é que tenham uma celeridade processual na marcação das provas de exame, sejam elas teóricas, sejam elas práticas, capaz de serem uma boa opção para as escolas de condução e para quem requer os seus serviços.

Ler mais…

Escolas de condução: concorrência ou capacidade e competência no ensino?

Escolas de condução: concorrência ou capacidade e competência no ensino?

Com a actual lei que rege as escolas de condução e o ensino que prestam aos seus clientes, caiu por terra a clausula que impunha uma distância minima obrigatória de 500 metros entre escolas de condução.

Esta poderia ser uma clausula, para muitos, principalmente aqueles que se encontram no mercado do ensino da condução automóvel há bastantes anos, importante, uma vez que limitava o número de escolas por área habitacional. Mas, com a retirada dessa clausula, o número de escolas de condução deve aumentar e dessa forma a respectiva concorrência.

Ler mais…

Exames de condução de moto acompanhados pelo examinador

Exames de condução de moto acompanhados pelo examinador

Conduzir uma moto não é, certamente, como todos sabemos, a mesma coisa que conduzir um automóvel. Deste modo, a formação administrada numa escola de condução a um candidato a obter um título que autoriza à condução deste tipo de veículos é distinta àquele que pretenda conduzir um automóvel.

Quando se avalia as competências de um candidato que pretende uma carta da categoria “B” (automóveis ligeiros em Portugal), o examinador acompanha o candidato dentro a viatura que é utilizada no exame de condução. Pergunta-se então, por que razão não acompanha o examinador o candidato a exame “A” (motociclo em Portugal) em cima da moto ou noutra moto?

Ler mais…

Escola de condução e o marketing associado ao veículo adequado ao ensino da condução

 

Escolas de condução - filmagens dos exames

Todos nós, se estivermos bem atentos, verificamos que cada escola de condução tem, regra geral, marcas e estilos de veículos diferentes umas das outras. E muitas vezes nos perguntamos qual a escola de condução que terá o melhor veículo ou o veículo mais adequado ao ensino da condução automóvel.

É verdade que existem diversas marcas de automóveis e que cada escola de condução escolhe aquele que melhor lhe parece, aparentemente, que sirva os seus interesses e os dos seus clientes. Mas não é menos verdade que muitas escolas de condução não possuem os veículos mais adequados ao ensino da prática de condução.

Ler mais…

Os veículos de escolas de condução também são elementos activos no trânsito

Os veículos de ensino automóvel também são elementos activos no trânsito

Quem é que nunca andou numa escola de condução, para compreender, quando for para a estrada, que os automóveis de ensino dessas mesmas escolas de condução, também são elementos activos no sistema de circulação rodoviária?

Pois é, parece que andam por aí muitos(as) condutores(as) que, ou não passaram realmente por uma das muitas  escolas de condução, sujeitos a todo o processo de aprendizagem e tudo o que o envolve, ou essa passagem foi tão fugaz que já se esqueceram das suas dificuldades e das que proporcionaram, em pontuais situações, ao trânsito seu envolvente.

Ler mais…

A morte rodoviária a roubar a vida a jovens condutores

A morte rodoviária a roubar a vida a jovens condutores

A sinistralidade rodoviária em Portugal é elevada e disso já todos sabemos, apesar de alguns, muitos, continuarem a fechar os olhos a essa realidade e a fazerem de conta que está tudo bem com a taxa de mortalidade rodoviária. Morre-se num silêncio ensurdecedor.

Segundo um estudo da ANSR – Autoridade Nacional para a Segurança Rodoviária, entre 2010 e 2014, morreram nas estras portuguesas 378 jovens condutores, 1 575 ficaram gravemente feridos e 28 895 sofreram de ferimentos leves. O custo social e económico está estimado em 1 159 milhões de euros.

Ler mais…

Formação, formação e mais formação até ao condutor ideal

young-driver

Formação, formação e mais formação é o que se necessita até conseguirmos alcançar o condutor ideal para as estradas portuguesas e europeias. E essa formação que se exige não deve ser muito diferente da que existe actualmente, mas sim deve complementá-la, no sentido de a melhorar.

Actualmente temos ao serviço da formação de novos condutores uma forma de ensino deficitário, economista e pouco abrangente, no sentido em que não olha uma progressão, mas sim um imediato, impossível, no entanto, de obter resultados agradáveis e valorosos.

Ler mais…

Escola de condução – Centro de Formação ou fábrica de produção em massa?

Escolas de condução - Centro de formação ou fábricas de produção em massa?

Uma escola de condução deveria, deve e deverá sempre ser, um centro de formação de futuros condutores, onde se aplica um programa formativo capaz de promover o melhor ensino, no sentido de garantir intervenientes, no meio rodoviário, capazes de desenvolverem uma condução segura.

Esse programa deve ser exequível, claro e acessível a todos quantos desejem ser actores do meio rodoviário, com responsabilidade. Acontece que não é isso que se passa. A escola de condução foi, é e esperemos que rapidamente deixe de ser, apenas uma fábrica de produção em massa de futuros utilizadores de um mecanismo que pode matar, se mal manuseado.

Ler mais…

Escola de condução – de contra-ordenação a legalidade

A prevaricação descarada de certas escolas de condução

É incrível como uma acção que era considerada transgressão e sancionada com contra-ordenação passa, de um momento para o outro, contra todos os argumentos formativos e pedagógicos que eram esgrimidos, a ser admitida, protegida por Lei.

Se há relativamente pouco tempo se movimentavam nos respectivos meios, todos e mais alguns técnicos da opinião, ou opinadores, das diversas instituições ligadas ao ensino e avaliação de futuros condutores, hoje esses argumentos esfumam-se num vazio e deixam de ter razão de existência.

Ler mais…