Artigos na etiqueta idosos

Qual a faixa etária que mais morre em acidentes de viação

01

Basta consultar as tabelas de sinistralidade da ANSR para perceber que são os idosos os que mais morrem nas estradas portuguesas. A morte de adultos com mais de 65 anos ultrapassa os dois digitos e é a única faixa etária onde tal fenómeno acontece. Seguem-se as vítimas entre os 50 e os 59 anos e só depois os mais jovens entre os 30 e os 39 anos. As razões são variadas e também não são difíceis de explicar.

Ler mais…

Uma formação sénior para melhorar a dinâmica rodoviária

Formação sénior para melhor qualidade rodoviária

Com o passar da idade, de forma natural, cada um de nós vai perdendo as suas capacidades motoras. Isso deve-se ao facto do nosso organismo ir ficando cada vez mais debilitado, assim como a nossa mente. Os reflexos baixam, ou seja a capacidade de reação diminuí.

Esta é uma realidade que todos conhecemos mas à qual resistimos, simplesmente por medo de nos chamarem “velhos” ou “acabado”. Insistimos em defender que a experiência de uma vida e os tantos anos que levamos como condutores nos trazem um saber supremo, capaz de nos tornar imunes a qualquer situação de trânsito mais complicada.

Ler mais…

Caminho sem segurança para quem procura uma forma de chegar ao hospital

Caminho sem segurança para quem deseja chegar ao hospital

Já aqui escrevi, exactamente há dois anos, ou seja, no dia 14 de Março de 2014, sobre o perigo que existe na via de acesso ao Hospital Universitário de Coimbra, via Hospital Pediátrico ou via de circulação interna. Dois anos volvidos, continua-se a verificar que os níveis de segurança no local são exactamente os mesmos, ou piores, uma vez que o espaço, sem intervenção, se foi degradando.

Sabendo-se que diáriamente são centenas as pessoas que se deslocam aquela instituição pública de saúde e que muitas delas o fazem através daquele acesso, continua a não perceber-se da verdadeira razão pela qual a autarquia da cidade de Coimbra, insiste em manter os níveis de segurança dos peões em tão baixo nível.

Ler mais…

Estarão os passeios preparados para garantirem a circulação segura dos peões?

Estarão os passeios preparados para garantirem a segurança dos peões?

Os passeios em Portugal conseguirão garantir a segurança na circulação dos peões? – Esta é uma questão pertinente que se coloca, principalmente nestes dias de chuva e em diversos pontos de circulação pedonal.

A questão é pertinente, uma vez que muitos são os espaços de circulação de peões, tradicionalmente denominados por passeios, em que não existe uma manutenção adequada, e para além de não estar nivelada, é extremamente escorregadio.

Ler mais…

Morre-se por tudo e morre-se por nada

Morre-se por tudo e morre-se por nada

O mês de Agosto deste ano de 2015 está a ser devastador e encontra-se no vermelho. O número de mortos, provisório, entre o dia 1 e 7 deste mês, ou seja, na primeira semana, ocorreram nas estradas portuguesas 14 mortos e 56 feridos com gravidade.

Estes são números preocupantes e que devem fazer soar o alarme de alerta para o excesso de casos em que as vítimas do sinistro terminam com a sua vida dizimada ou a saúde definitivamente condicionada, seja ao nível físico ou psicológico.

Ler mais…

Transporte de idosos e mobilidade reduzida

Transporte de idosos e mobilidade reduzida

Em Portugal surgiu a moda, há algum tempo, da utilização de veículos de transporte de pessoas com mobilidade reduzida e idosos. São viaturas que servem essa necessidade, mas que são, também, utilizadas para deslocações de largas distâncias.

Se observarmos a existência destas viaturas de mobilidade facilitada de uma forma mais sentimental, percebemos que são uma mais-valia para quem deles necessita e faz uso. No entanto, se os observarmos com olhos de segurança rodoviária e da forma como são utilizados, percebemos as condicionantes que ostentam.

Ler mais…