Artigos na etiqueta Manutenção das estradas

Sinalização temporária na execução de obras

Sinalização temporária

Quando se executam obras na via publica, demorando elas maior ou menor espaço de tempo, terão sempre de estar devidamente sinalizadas, para alertar os condutores que se aproximam da intervenção que se está a desenvolver.

A sinalização, ou parte dela, que é colocada no local, é uma sinalização temporária e deve ser simples e clara, diminuindo dessa forma o tempo que os condutores necessitam para a ler e compreender. Só dessa forma se conseguirá diminuir a taxa de sinistralidade nesses locais.

Ler mais…

Mais segurança na “descida de Brenha” – EN 109

EN109b

Mais segurança na “descida de Brenha” – EN 109

 

Abordei há alguns dias a questão do perigo que é o troço da EN 109 no Concelho da Figueira da Foz, mais conhecido como “descida de Brenha“. Tal abordagem deve-se à volumosa sinistralidade rodoviária que naquela pequena quantidade de quilómetros se tem registado.

É um troço de estrada com muita história, de largos anos, onde a determinada ocasião existia um cruzamento, conhecido como o “Cruzamento do Galo D’ouro“, onde dezenas de acidentes mortais se deram, devido à configuração da via e mau estado de conservação.

Ler mais…

Vias bem asfaltadas garantem longevidade das viaturas

As vias bem asfaltadas garantem a longevidade dos veículos

2015 é ano de eleições e em Portugal já se começam a ver algumas movimentações de agrado aos eleitores. Movimentações essas que vão no sentido de degolar algumas queixas que se vão escutando, principalmente por parte dos condutores.

Ter vias bem asfaltadas é um desejo de qualquer condutor que se preze, pois desta forma consegue garantir que o seu veículo não entra em estado de deterioração acelerado. Isso faz com que a longevidade do mesmo aumente, consideravelmente.

Ler mais…

Manutenção de vias e faixa de rodagem

Manutenção de vias e faixa de rodagem

Hoje voltamos a debater a manutenção das vias e da faixa de rodagem, porque mais uma vez nos deparamos com a forma mais fácil de resolver os problemas do tempo e do uso, sinalização indicadora de pavimento em mau estado.

Este é um modo simples de tapar o sol com a peneira, passando toda a responsabilidade de um acidente, por motivos de falta de qualidade da via, num todo, ou da faixa de rodagem em particular, para os condutores acidentados.

Ler mais…

Auto-estradas – manutenção, sinalização e fiscalização

Auto-estrada - Manutenção, sinalização e fiscalização

Foi no Governo de António Guterres que Portugal efectuou um grande investimento nas infraestructuras rodoviárias portuguesas. Portugal esteve durante anos refém de vias rodoviária inqualificáveis, inacabadas e que em nada favoreciam a segurança rodoviária.

Com esse investimento, surgiram as auto-estradas em maior número, terminou-se a ligação da A1 entre Lisboa e Porto, assim como foram construídos Itinerários Principais, vias muito idênticas a auto-estradas e que tinham a função de ligar o litoral marítimo ao litoral interior.

Ler mais…

IC2 – uma estrada que cheira a morte

IC2 - Uma estrada que cheira a morte

Muitas são as estradas em Portugal, mais do que as desejáveis ou mesmo espectáveis, que apresentam troços de de risco elevado para os seus utilizadores, mas que, pomposamente, alguém resolveu utilizar a estática humana para os classificar, chamando-lhes de “pontos negros“.

Esses pontos negros são locais que, pela sua história marcam, indicam serem extremamente perigosos, uma vez que a sinistralidade rodoviária em que estão envolvidos e suas nefastas consequências, demonstram isso mesmo… são perigosos.

Ler mais…

Corridas de morte

Uma corrida de morte

Quando avaliamos acidentes rodoviários, tentamos procurar de imediato a causa/ culpa do mesmo e o seu responsável imediato. Se houve excesso de velocidade, álcool ou alguma manobra efectuada de forma incorrecta.

Fazemos um julgamento imediato das consequências que advêm dos acidentes, julgamento sem bases sólidas e apenas suportado por suposições ou estranhos conhecimentos de experiencias comentadas e não vividas.

Ler mais…

Construção e manutenção de faixas de rodagem

Manutenção das vias

Existem estradas e estradas. Aquelas que têm uma intensidade de trânsito em maior número e outras onde o tráfego automóvel é mais diminuto. Existem as, onde o volume de trânsito, sendo elevado, apenas estão sujeitas a viaturas ligeiras, enquanto outras são suporte de tráfego de automóveis, também,  pesados.

Quando se projecta uma via deverá ter-se em atenção todos esses factores, de modo a se escolherem os melhores materiais, por forma a que a faixa de rodagem tenha uma durabilidade maior, sem estar sujeita a um desgaste rápido e anormal, deformando-a.

Ler mais…

Mobilidade rodoviária e segurança rodoviária

Mobilidade rodiviária

A mobilidade rodoviária tem como principio proporcionar todas as condições aos seus utilizadores, para que estes se desloquem entre pontos de uma forma segura e confortável. Desta feita, quando as vias e os acesso são projectadas em papel, quem o faz deverá ter o cuidado de analisar as necessidades.

Uma vez que, em muitos casos, quando as vias são projectadas se avalia o cerne da sua utilidade, a faixa de rodagem, todo o espaço envolvente, grande parte das vezes é esquecido ou a sua utilidade manipulada.

Ler mais…

Semana Mundial da Segurança Rodoviária (1)

Semana Mundial da segurança Rodoviária

Decorreu entre os dias 6 e 12 de Maio a Segunda Semana Mundial da Segurança Rodoviária da Nações Unidas.. Esta iniciativa incidiu sobre a segurança dos peões, nomeadamente sobre o que fazer de modo a aumentar a protecção destes, assim como contribuir para o objectivo da Década de Acção pela Segurança do Trânsito 2011-2020, salvar 5 milhões de vidas.

O desenvolvimento desta semana pretendeu contribuir para alertar para a segurança dos peões, gerar acções sobre medidas a desenvolver para aumentar a sua protecção e alcançar o valor dos 5 milhões de vidas salvas nessa década.

Ler mais…