Artigos na etiqueta Rotundas e segurança rodoviária

Circular em rotundas não é difícil nem é fácil…é uma complicação!

Circular em rotunda, não é díficiel nem é fácil; é complicado!

Poderíamos perfeitamente escrever, neste artigo qual a forma correta de se circular numa rotunda. Descrevemo-la, simplesmente como está expressa na legislação, ainda que esteja repleta de incongruências. Mas na verdade não o que este post pretende.

Portugal é um país de modas e de modos; a determinada ocasião da vida deste país, chegou alguém a um dos muitos Governos que já administraram este retângulo à beira-mar plantado e resolveu implementar um modo de se desenvolver o tráfego numa interseção de trânsito difícil, criou ou importou o conceito da rotunda.

Ler mais…

Segurança máxima na sinalização de obstáculos em rotunda

Segurança maxima na sinalização de obstáculos

Falou-se, há uns tempos, por indicação de uma cabeça esperta qualquer, que deveria de deixar de ser permitida a colocação de obras de arte ou natureza no centro das placa que se encontram colocada na rotunda. Alegou-se, pela ocasião, que retirava visibilidade.

No entanto, parece que essa intenção de alguém, não foi por diante, e bem. Afinal, as placas centrais de uma rotunda nem tão pouco são obrigatórias a estarem no local, mas, estando, deverão, na minha óptica, ser aproveitadas para promover a cultura das artes plásticas.

Ler mais…

As atitudes que provocam conflitos rodoviários

As atitudes que provocam conflitos rodoviários

Cada vez menos tenho dúvidas que as atitudes e comportamentos dos condutores e demais utilizadores da via pública são, contrariamente ao que se propagandeia, as principais causas de responsabilidade dos diversos conflitos rodoviários.

Essas débeis atitudes e comportamentos demonstrados na via pública e no meio rodoviário, são muitas vezes fruto da frustração que cada um sente, e a raiva que procura descarregar em outrem, colocando tantas vezes em perigo eminente não apenas o próprio, mas outros também, em conflitos evitáveis.

Ler mais…

As incongruências rodoviárias em Portugal (2)

As incongruências rodoviárias em Portugal (2)

Existem, realmente, situações no trânsito que são de todo impossíveis de compreender, não na sua essência, uma vez que o comum condutor sabe que tal não é possível acontecer, aos olhos da legislação, mas que acontece pela mão de quem tem a responsabilidade de gerir o tráfego automóvel.

Já abordamos aqui algumas incongruências rodoviárias, como a da paragem de autocarros no interior de uma rotunda, a autorização de estacionar com marca rodoviária a proibir a paragem e o estacionamento e hoje, a paragem e estacionamento autorizados, não apenas dentro de uma rotunda, mas junto à placa central da mesma.

Ler mais…

A responsabilidade de uma boa gestão rodoviária

A responsabilidade de uma boa gestão rodoviária

O parque automóvel português sofre, anualmente, um aumento na quantidade de veículos que circulam pelas ruas, estradas e auto-estradas. Este aumento não é proporcional à adaptação de todo o restante sistema de circulação rodoviário. Este aumento é bastante superior.

Basta pararmos um pouco, olharmos o trânsito que nos rodeia numa determinada via e percebermos quão diferente está, se comparado com o que acontecia há uma década atrás. Essa diferença deveria ser avaliada de tempo a tempo, para que a gestão rodoviária da via pública se pudesse ir adaptando.

Ler mais…

Segurança Rodoviária na cidade da Figueira da Foz (3)

Segurança rodoviária na figueira da foz

Abordei, nos dois últimos artigos, dois pontos de elevada importância na segurança rodoviária na cidade da Figueira da Foz. Hoje, no entanto, quero apresentar o que tem sido feito para melhorar essa mesma segurança rodoviária. Fui ver como estava a rua Drª Cristina Torres, desde a Rotunda Dr. José Nascimento Costa até à Rotunda 31 de Janeiro, passando pela Rotunda Drª Natércia Crisanto.

Quem se desloca neste troço de via, e são muitos os condutores, sabe que ao longo de bastantes anos aquele era um local onde o sinistro rodoviário acontecia com alguma frequência, muito por culpa da falta de atrito que o asfalto proporcionava aos veículos. Mesmo a baixa velocidade.

Ler mais…

As rotundas e suas regras (de construção) não cumpridas

Rotunda China

Hoje em dias as rotundas tornaram-se apanágio do dia-a-dia, não cidade, vila e até algumas aldeias que não tenham rotundas, mas por vezes esta construção de rotundas em todo o lado não compre com regras básicas, certamente já se depararam com rotundas que obstroem a visibilidade dos restantes veículos que circulam na mesma, ou que são pequenas, etc. Pois bem apesar uma pesquisa deparei-me com um manual de regras de construção de rotundas e à medida que ia lendo o seu conteúdo apercebi-me que a maioria das rotundas em que já circulei não cumpre as regras, sendo que em alguns casos as regras são completamente ignoradas levando a que a segurança dos veículos e também passageiros seja posta, em causa.

Ler mais…

Código da Estrada – em busca da Lei perfeita (2)

Código da Estrada

Quando temos a responsabilidade de intervir sobre algo, seja atuando ou legislando, há um ponto em que é essencial estar muito atento; conhecer o terreno sobre o qual se vai atuar ou legislar, ou escutar com bastante atenção, efetuando todas as perguntas necessárias, a quem lá desenvolve a sua atividade e nele se movimenta bem.

O código da estrada é um documento legislativo com uma elevada importância na regulação e orientação do trânsito, assim como respetiva proteção aos intervenientes, sejam eles condutores ou peões. Deste modo, para que esse documento legislativo esteja o mais perto possível daquilo que se pretende, a perfeição, não pode o legislador desconhecer a realidade da essência nem redigir a Lei de modo a satisfazer a pretensão de alguns.

Ler mais…

Incongruências rodoviárias

paragem_rotunda

Já aqui falamos anteriormente em rotundas e suas funções. E uma dessas funções era a de permitir uma maior fluidez de trânsito, numa interseção de grande intensidade de tráfego rodoviário. Ora, se assim é, deseja-se que nesse espaço de rotunda nada exista que possa condicionar tal intensão.

A rotunda deve ser projetada tendo em conta p tipo de trânsito que por lá vai circular, pois é importante que a trajetória das vias permita que os veículos por aí circulem sem invasão das demais vias.

Deve igualmente a rotunda permitir que haja uma boa visibilidade para todo o espaço, conseguindo desta forma, tanto o condutor que nela circula como o condutor que nela pretende circular perceber a que velocidade pode transitar ou que dinâmica deve utilizar.

Ler mais…

Circulação em rotunda

rotunda

Muito se tem falado, escrito e argumentado sobre a correta forma de circular numa rotunda. Ora, todas as explicações dos supostos teóricos surgem numa linha de raciocínio supostamente cândida, imaculada, sem oscilações ou assimetrias. No entanto, como tudo na vida, também a circulação em rotunda não segue não segue essa utópica linha retilínea teórica, mas muito irregular na prática. Assim é, porque o lugar que o comum mortal chama de rotunda, pode, na verdade, não o ser. Poderá não passar de uma praça com placa, eventualmente, circular ao centro.

Ler mais…