Artigos na etiqueta Saúde e condução

A importância da hidratação para uma condução segura

Como é que a hidratação pode ser um elemento a considerar para a realização de uma condução segura? Simples, se o corpo não estiver hidratado a sua capacidade de funcionar fica comprometida.

O nível de funcionalidade pode ser tal forma afetado que as capacidades básicas de vida são colocadas em causa. A visão fica reduzida, o equilíbrio desajustado, a capacidade de raciocinar reduz-se e naturalmente a capacidade de operar maquinaria desvanece-se. Saiba mais sobre hidratação aqui.
Ler mais…

A depressão dos motoristas de pesados é real

A depressão dos motoristas de pesados é real

A manhã acorda com um sol resplandescente que distribui energia por tudo quanto é lado, a noite anterior, tal como as restantes noites, foi de um sono bem passado, revigorante. O equilíbrio com o Planeta é perfeito mas, sem razão aparente o condutor do veículo pesado de mercadorias sente-se extremamente cansado e com a sensação que, afinal, o Mundo acordou para estar contra si.

A possibilidade de o condutor estar sob uma depressão não passa pela cabeça de ninguém, pois ninguém admite poder ser alvo de tal doença; afinal, é daquelas que só acontece aos outros ou ostentamos uma arrogância que nos faz pensar que não temos tempo para isso.

Ler mais…

Será que o cinto de segurança afeta o meu bebé?

grávida

A gravidez é para a maioria das mulheres o concretizar de um sonho de uma vida, uma alegria imensa, logo após os meses iniciais, quando a barriga começa a crescer, vem a dúvida “Será que o cinto de segurança afeta o meu bebé?” e também “Até que mês de gestação devo conduzir?”.

Algumas mulheres questionam-se se a compressão do cinto de segurança pode causar prejuízos para o bebê, mas na verdade deveriam se perguntar o que aconteceria, a elas e ao bebé, se não o usassem e a viatura onde circulam se envolvesse num acidente. Ler mais…

Chegou o verão e o sol exige cuidados na condução

verão cabrio

Esta é talvez a estação mais esperada do ano, com muito calor, a possibilidade de ir à praia, a possibilidade de disfrutar as merecidas férias, o ansiado passeio de descapotável pela marginal, mas os meses mais aguardados também requerem cuidados, o sol exige cuidados na condução.

Siga alguns conselhos para garantir que o verão será uma estação feliz e não uma época de problemas, ao volante tenha sempre atenção, em especial, às insolações, mas não só, os ocupantes também necessitam de cuidados, leia as nossas recomendações.
Ler mais…

Se tens uma fratura, não estás inteiro

Saúde e condução

A obtenção da carta de condução tem um requisito muito simples: que tenhamos boa visão, boa audição, um mínimo de reflexos e que possamos mover-nos com desenvoltura para conduzir o veículo. Se nos faltar algum dos parâmetros referidos, a autoridade de saúde dirá que não estamos aptos para a condução e informará o IMT desta circunstância.

Os métodos utilizados pela autoridade de saúde são muitas vezes objeto de críticas pela sua simplicidade. Duvida-se dos critérios empregues e inclusivamente da eficácia destes exames. O certo é que quando um condutor perde temporariamente as suas capacidades psicofísicas dificilmente o admite abertamente e mais dificilmente deixará o seu automóvel quieto e utilize o autocarro.

Ler mais…

Conduzir sem estresse é possível… e desejável

Conduzir sem estresse

O estresse é um estado do organismo que se baseia num pedido extraordinário de capacidades físicas ou psicológicas para desenvolver uma atividade de forma pontualmente mais eficaz. Em qualquer reportagem sobre o tema que toda a gente vê à hora da sesta observamos o estresse no animal que aguarda o momento certo para saltar sobre a sua presa. Nesses momentos, o bicho em questão carrega-se de estresse para conseguir uma saída imediata que lhe permita lutar para alimentar-se. Então, consumado o banquete, o estresse desaparece e fica guardado para a próxima ocasião em que seja necessário.

Visto assim, o estresse em si não é algo mau, mas sim algo que faz parte da Natureza. O ser humano funciona de forma semelhante: nós estressamo-nos para conseguir um maior rendimento. Mas este maior rendimento tem uma consequência lógica: a fadiga. Portanto, quando o estresse se torna uma situação pontual é um inconveniente. O estresse continuado é uma fonte de problemas quando se combina com uma atividade que requer concentração, como a condução de um veículo. Neste texto abordamos o estresse continuado, o ‘mau’, aquele que é incompatível com a condução.
Ler mais…

Excessos de Natal

peru
Nesta época natalícia, seguindo a tradição de confraternizar, as jantaradas familiares são mais que comuns e como os portugueses são muito hospitaleiros, uma mesa composta geralmente significa uma mesa a abarrotar. São os excessos de Natal.

Desde o bacalhau com todos, um dos pratos mais típicos, passando pelo polvo assado no forno e o clássico importado, o perú assado. Mas temos sempre algo mais, são as sobremesas de deixar água na boca. Depois temos problemas para voltar a casa conduzindo de barriga a abarrotar.

Ler mais…

Conduzir com cefaleias ou enxaquecas

headache_700
O Instituto de Segurança Viária da FUNDACIÓN MAPFRE, de Espanha, colaborou num estudo que concluiu que conduzir com cefaleias ou enxaquecas pode representar um risco para a segurança rodoviária. Esta doença afeta cerca de 15% da população mundial.

Uma pesquisa inédita realizada pelo Grupo de Neurologia da Associação Espanhola de Especialistas em Medicina do Trabalho (AEEMT) e pela Associação Espanhola de Pacientes com Cefaleia (AEPAC), com a colaboração do Instituto de Segurança Viária da FUNDACIÓN MAPFRE, chegou à conclusão que conduzir com dores de cabeça e enxaquecas pode ser um risco sério para a segurança viária.

Ler mais…

Os alimentos na segurança rodoviária

DSC00742

Não é objetivo deste espaço de informação e sensibilização rodoviária debater gastronomia. No entanto ela está diretamente associada à boa ou menos boa prestação da atividade de conduzir, nomeadamente após a refeição do almoço, pois normalmente é aqui que acontecem os exageros e descuidos.

Se se impõe um cuidado mínimo com as capacidades psicofísicas dos condutores para que possam apresentar uma boa prestação aos comandos da viatura que conduz, os alimentos que ingerimos, a quantidade e a forma como são confecionados, adquirem uma importância preponderante para essa disponibilidade psico-motora.

Ler mais…

Mesmo que tenhas acne não largues nunca o volante!

Acne

Quando falamos de problemas de saúde que afectam a condução, normalmente pensamos em assuntos com um certo peso, como problemas relacionados com a visão ou com a audição, a lentidão dos reflexos ou qualquer outra circunstância grave que supõe um entrave para realizar outro tipo de actividades de risco, por exemplo, ter sofrido um enfarte.

No entanto, existem outras doenças muito menos graves que passam despercebidas, quando se fala da sua relação com a segurança rodoviária, isto é, a maioria dos indivíduos não tem noção de que também podem ter o seu grau de perigosidade enquanto se exerce a actividade da condução. Não é necessário causar alarme, mas convém ter presente alguns pontos para evitar problemas futuros. Um exemplo desta situação seria o acne e como o condutor que padece de tal se poderia descuidar na sua tarefa e a sua atenção da via de trânsito ou do ambiente rodoviário, para se concentrar na sua pele.

Ler mais…