Artigos na etiqueta segurança na estrada

Não caia com a queda das folhas no Outono

Não caia com a queda das folhas no Outono

Com a chegada do Outono chega também a queda das folhas de algumas árvores. Com a queda dessas folhas, chegam as vias de circulação inundadas de incertezas e ponto de via bastante escorregadios e traiçoeiros ao condutores mais distraídos.

Com a chegada da estação do Outono, deveriam as autarquias e a EP – Estradas de Portugal, proceder a um programa de manutenção e limpeza das vias, removendo as folhas caducas que se vão acumulando e limpando, adequadamente, o asfalto, também, das gorduras que se foram acumulando ao longo do Verão.

Ler mais…

Sintra, zona de turismo e de perigo rodoviário elevado.

Sintra, zona de turismo e de perigo rodoviário elevado

Sintra é uma zona de turismo de excelência, local que atraí milhares de visitantes a todas as suas atrações turísticas. Acontece que, este centro de turismo não teve em consideração a segurança dos peões, milhares, que diáriamente circulam nas vias pertencentes à localidade.

Para quem se desloca a Sintra em turismos, essencialmente, apesar de o fazer em situação de lazer, com a família ou em grupo organizado, poderá com enorme facilidade, ver-se envolvido numa questão de trânsito complicada para a sua segurança rodoviária, não apenas enquanto condutor, mas principalmente como peão.

Ler mais…

Prepare-se para as férias e viaje em segurança

Se vai de férias, prepare-se

As férias chegaram e com elas as deslocações para diversos locais do país, nomeadamente para zonas costeiras em busca de belos areais, sol e água do mar. As praias continuam a ser os locais turísticos mais procurados por quem procura minutos de repouso.

Se para alguns essa deslocação não passa de meros quilómetros insignificantes, para outros, esses quilómetros são estradas de asfalto sem fim, desespero de crianças, calor imenso e filas de automóveis intermináveis e alguma falta de segurança.

Ler mais…

Quando a informação é muita e a qualidade da mesma é pouca, o perigo mantêm-se na via.

Quando a informação é muita e a qualidade da mesma é pouca.

Muitas, mais do que aquelas que são esperadas ou espectáveis, são as vezes em que somos confrontados na via pública com um aglomerado de sinalização que apresentam uma quantidade de informação elevada, no entanto, não ajustada ao que pretende alertar.

Esta situação acontece devido ao facto de, na via pública, na faixa de rodagem, tantas e tantas vezes, numa situação de elevado perigo, esse perigo não ser degolado com uma intervenção de reparação do ponto negro da via, mas sim ser mascarado com a colocação de um elevado número de sinalização.

Ler mais…

A responsabilidade de uma boa gestão rodoviária

A responsabilidade de uma boa gestão rodoviária

O parque automóvel português sofre, anualmente, um aumento na quantidade de veículos que circulam pelas ruas, estradas e auto-estradas. Este aumento não é proporcional à adaptação de todo o restante sistema de circulação rodoviário. Este aumento é bastante superior.

Basta pararmos um pouco, olharmos o trânsito que nos rodeia numa determinada via e percebermos quão diferente está, se comparado com o que acontecia há uma década atrás. Essa diferença deveria ser avaliada de tempo a tempo, para que a gestão rodoviária da via pública se pudesse ir adaptando.

Ler mais…

Veículos agrícolas e a segurança rodoviária

Veículos agrícolas e a segurança rodoviária

Portugal é um país composto por vasta área de vias rurais onde os condutores encontram com bastante frequência veículos agrícolas em circulação. Esta condição faz com que, nessas vias rurais, os perigos inerentes a esses veículos agrícolas seja superior às restantes vias, onde o seu fluxo de trânsito é menor.

Acontece que, apesar de termos uma rede de circulação rodoviária composta por muito quilómetros de auto-estrada, muito é ainda o trânsito geral que circula por estradas nacionais que atravessam localidades rurais. Deste modo, para além das vias rurais, estes veículos agrícolas também surgem a circular em muitas vias nacionais.

Ler mais…

Quando uma estrada secundária se torna a primeira opção de circulação

Quando uma estrada secundária se torna na primeira opção de circulação

Portugal é um país onde o termo “desenrascar” se tornou uma virtude tão elevada que, quem não se souber “desenrascar”, é estrangeiro. E na circulação rodoviária passa-se exactamente a mesma coisa… se algo acontece, que esteja fora do que se possa considerar normal, então nós desenrascamo-nos.

Quando se executam determinado tipos de obras, de grande envergadura, há empresas que constroem uma estrada que serve de suporte à deslocação dos veículos inerentes a essa obra, evitando, assim,a utilização de uma estrada publica.

Ler mais…

Nesta Páscoa faça férias em segurança

2557461641_3809c8b23d_o

Nas férias de Páscoa muitas famílias aproveitam para fazer miniférias, voltando à “terrinha”, ou passeando um pouco mais longe do que nos fins de semana normais, para isso prepare-se para uma viagem de média distância, pois geralmente não ultrapassa os 300 km em cada sentido.

Após as férias de Verão e Natal, este é um dos momentos do ano com o maior número de viagens de lazer, seguindo algumas dicas simples conseguirá chegar ao seu destino, e voltar, sem problemas. Planeie umas férias em segurança.
Ler mais…

Pavimento molhado provoca aumento do perigo de acidente rodoviário

Pavimento molhado aumenta risco de acidente rodoviário

Após alguns dias de sol radiante, eis que a chuva volta a visitar o território português. E com essa chuva, o perigo do pavimento molhado, mal lavado e extremamente escorregadio, que leva a que os pneus, por vezes, percam a aderência que julgávamos ter e nos faz o veículo fugir da trajectória.

Os pneus dos veículos, sejam eles automóveis, motociclos, ciclomotores ou velocípedes têm, ao longo da sua vida de utilização, um desgaste derivado do atrito. Segundo a Michelin, com o pavimento molhado o desgaste do pneu é maior, uma vez que percorre mais espaço até dissipar a energia cinética.

Ler mais…

A aplicação que lhe diz se conduz bem ou mal

OK-drive-you-01-790x413
Hoje, a tecnologia interfere em tudo na nossa vida, tudo o que façamos tem sempre a presença de um smartphone, de um tablet, computador ou mesmo um smartwatch (que estão muito na moda). Mas ter estas tecnologias não é tudo, é preciso ter uma utilidade pratica para elas, ora a seguradora ok teleseguros, criou uma aplicação para “smartphones” que permite ao condutor saber se conduz bem ou mal. Ler mais…