Artigos na etiqueta Ultrapassar com segurança

Cuidados ao ultrapassar camiões em estradas secundárias

veículos pesados

O camião é uma viatura quase omnipresente nas estradas. A sua presença continuada no trânsito rodoviário acontece por causa da sua importância no transporte de mercadorias, pressupondo grande parte da logística terrestre no nosso país. Além disso, no verão é uma logística que ainda aumenta, no sentido de levar bens até aos principais destinos turísticos do país.

Ler mais…

Sinais de trânsito escondidos com prescrição de fora

Sinais escondidos com prescrição de fora

Voltamos a abordar a questão da manutenção das vias e da sinalização obstruída pela conquista da natureza do seu espaço natural. E voltamos a abordar esta temática, por que ela adquire uma importância elevada para a segurança rodoviária e a diminuição da probabilidade de acidente rodoviário.

Quando são colocados na via pública, os sinais de trânsito têm o propósito de coordenar e orientar a circulação dos utilizadores. Para que tal aconteça, é necessário que estejam devidamente visíveis e adequadamente legíveis, porque se tal não acontecer, não será pelo facto de lhe vermos parte, que passaremos a saber o que indica.

Ler mais…

A interminável ultrapassagem dos automóveis pesados

A interminável ultrapassagem dos automóveis pesados

Muitas são as conversas ou considerações que se vão emitindo aqui e ali, sobre os automóveis pesados, essencialmente de mercadorias, nas estradas portuguesas. A forma como utilizam a via, como a ocupam e do uso que dela fazem.

Alegam, alguns, que os automóveis pesados, principalmente os de mercadorias, deveriam ter vias próprias para circularem ou horas especificas, mais orientadas para o período nocturno do dia. Outros defendem que não deveriam circular em estradas nacionais e estarem unicamente direccionados para autoestradas.

Ler mais…

Ultrapassar sim, mas sem matar alguém

Ultrapassagem

Ultrapassar não é uma manobra perigosa. Ultrapassar é uma manobra legislada, regulamentada e que para ser devidamente elaborada, deve seguir os respectivos procedimentos de segurança. Só dessa forma ela será aceite como regulamentar, segura e capaz de não colocar terceiros em situação de exposição.

Acontece que, a impaciência de muitos condutores, leva-os a realizar a manobra de ultrapassar de forma descuidada e que condiciona toda a movimentação rodoviária ao seu redor. Como causa desse comportamento, é a elevada taxa de sinistralidade direccionada à ultrapassagem mal calculada ou não analisada.

Ler mais…

Veículos agrícolas e a segurança rodoviária

Veículos agrícolas e a segurança rodoviária

Portugal é um país composto por vasta área de vias rurais onde os condutores encontram com bastante frequência veículos agrícolas em circulação. Esta condição faz com que, nessas vias rurais, os perigos inerentes a esses veículos agrícolas seja superior às restantes vias, onde o seu fluxo de trânsito é menor.

Acontece que, apesar de termos uma rede de circulação rodoviária composta por muito quilómetros de auto-estrada, muito é ainda o trânsito geral que circula por estradas nacionais que atravessam localidades rurais. Deste modo, para além das vias rurais, estes veículos agrícolas também surgem a circular em muitas vias nacionais.

Ler mais…

A estrada não é uma mesa de ping-pong, ultrapasse pela esquerda

Ultrapassagem pela direita

No código da estrada estão contempladas algumas excepções que prevêem a ultrapassagem pela direita, como é o caso da ultrapassagem de veículos que circulam sobre carris e não estejam a utilizar esse lado da faixa de rodagem ou quando um veículo na mesma faixa de rodagem vai virar à esquerda deixando espaço de passagem pela sua direita. O que é muito claro é que nas auto-estradas é proibido ultrapassar pela direita (e nas estradas interurbanas em geral). É uma regra que muitos condutores não conhecem ou não querem conhecer.

Ao fazer uma ultrapassagem deve estar na faixa da esquerda. E isso tem uma razão de ser muito lógica. É muito mais fácil de ser visto pelo retrovisor esquerdo e central que no direito do veículo que se vai ultrapassar. Claro que é mais cómodo achar que todos os condutores vivem em função do retrovisor direito, e havendo uma colisão achar que o outro é que foi culpado. Esta é uma forma anti-cívica e irresponsável de pensar, digna de uma criança do jardim de infância.

Ler mais…

Ultrapassagem: uma manobra perigosa?

Ultrapassagem

O título deste post remete-nos para uma questão bastante pertinente. Será a ultrapassagem uma manobra perigosa? A resposta é simples de dar. Não! A manobra de ultrapassagem não é uma manobra perigosa, senão uma manobra que quando mal realizada se poderá enquadrar numa situação de perigo elevado.

A manobra de ultrapassagem consiste em passar de trás para a frente de um veículo que circule na nossa dianteira, utilizando a mesma via de trânsito. Até aqui, nada de novidades. No entanto, temos de saber que esta manobra é constituída por quatro fases, cada uma delas composta por procedimentos sequenciais. A saber; Observação, Advertência, Execução e Retorno. Se cada uma destas fases for executada com rigor, jamais esta manobra será referenciada como perigosa.

Ler mais…