Artigos na etiqueta Velocidade e Segurança Rodoviária

Controlar o excesso de velocidade e diminuír a sinistralidade rodoviária associada ao fenómeno.

Controlar o excesso de velocidade e diminuir a sinistralidade rodoviária associada

O excesso de velocidade continua a ser uma das principais causas da sinistralidade rodoviária em Portugal e da elevada taxa de mortalidade associada ao fenómeno velocidade. Mas esta realidade tem solução, uma solução que, no entanto, não serve a todos os interesses instalados.

Por mais que se propagandeie que os condutores devem transitar com uma velocidade adequada, enquadrada com o contexto de trânsito, local, tipologia de via ou de veículo, jamais se conseguirá diminuir  as ocorrências de excesso de velocidade se não se actuar com o devido pragmatismo.

Ler mais…

Chuva e velocidade são dois factores que condicionam a segurança rodoviária

Chuva e velocidade são dois factores que condicionam a segurança rodoviária

Chuva e velocidade não são factores que possam andar de mão dada com a segurança rodoviária que se deseja nas estradas portuguesas. Tal facto deve-se, essencialmente, à razão de as estradas, com tempo de chuva, se encontrarem mais escorregadias, proporcionando um aumento na distância de travagem e paragem.

Actualmente, apesar de estarmos em período de chuvas, a realidade é que a instabilidade do clima não nos possibilita perceber que condições atmosféricas podemos encontrar ao longo do nosso caminho. E uma vez que assim é, poderemos, a qualquer momento, ser surpreendidos por fortes chuvadas.

Ler mais…

No regresso a Portugal, chegue seguro. Operação Hermes.

Regresso a Portugal - Operação Hermes

Agosto marca mais uma época de regresso dos emigrantes portugueses ao país de origem, com a finalidade de recuperarem energias para mais um ano de labuta e estarem com os familiares que por cá ficaram e resistiram à partida para o estrangeiro em busca de trabalho.

Agosto é mais do que um mês do ano. Agosto é aquele mês em que a intensidade de tráfego automóvel nas estradas portuguesas e de acesso a Portugal se enchem de veículos, seja a caminho do Algarve, seja de regresso a Portugal por parte dos emigrantes portugueses.

Ler mais…

O perigo do excesso de velocidade em meio urbano

O perigo do excesso de velocidade em meio urbano

Muito se tem falado, ao longo dos anos, sobre velocidade, limites de velocidade e excesso de velocidade. Penalizações, ou sanções, como lhe queiram chamar, associadas ao facto de não se obedecer com o que a legislação inerente ao acto define. Mas na verdade, e apesar de poder haver quem afirme que muito já se fez, na verdade mesmo, ninguém nada quer fazer.

Poderia colocar-se aqui uma questão que, parecendo absurda ou até mesmo provocatória, é de todo pertinente. Qual o impacto para a economia de Portugal, se todos os condutores desses inicio a uma prática imaculada no cumprimento das velocidades impostas, essencialmente dentro ou no atravessamento de localidades?

Ler mais…

Os efeitos das provas desportivas nos condutores

Os efeitos das provas desportivas nos condutores

Todos os amantes do desporto motorizado gostam de ver provas desportivas urbanas ou semi-urbanas. Gostam, porque o efeito envolvente é totalmente disparo daquelas que ocorrem em autódromo ou pista desenvolvida, unicamente, para tal.

Quando se assiste a uma prova de motos ou automóveis que decorra em vias, as quais, são utilizadas no dia a dia pelo comum condutor, a adrenalina de quem assiste é aumentada exponencialmente, uma vez que o ruído emitido pelos motores, os odores, o espectáculo a isso proporcionam.

Ler mais…

Distância de segurança é essencial à boa circulação rodoviária

Distância de segurança é essencial à boa circulação rodoviária

Já foi aqui debatida a temática distância de segurança, no entanto nunca é demais alertar para o facto dela ser essencial à segurança rodoviária e boa circulação e fluidez do tráfego automóvel. Afinal, se o condutor não aguardar uma distância de segurança adequada, poderá ver-se envolvido numa situação de conflito que poderia ser evitada.

Não será preciso ir muito longe para o leitor verificar do que se está a abordar. Vá até a uma via de tráfego, aguarde uns momentos e, ao ver passar duas ou mais viaturas, irá verificar que as mesmas, certamente, transitam muito perto umas das outras. Diria mesmo, excessivamente perto umas das outras.

Ler mais…

Números do excesso de velocidade em 2014

 

1billionkmhA Polícia de Segurança Pública (PSP) dá conta de que foram controlados no último ano, a nível nacional, por agentes desta força policial em operações de prevenção de excessos de velocidade, cerca de 3 milhões de veículos. Destes, 3% foram detetados a transitar em velocidade excessiva, o que pressupõe dizer que mais de 93.000 condutores foram autuados por esta infração.
A PSP tem divulgado ao longo dos últimos 2 anos, no início de cada mês, 80% das operações fixas de controlo de velocidade que acontecem um pouco por todo o País, reforçando essa informação ao início de cada semana, para relembrar a população dessas atividades de fiscalização e controlo, porém os excessos continuam. Saiba os números do excesso de velocidade em 2014. Ler mais…

O perigo do atravessamento de localidades

O perigo do atravessamento de localidades

Cada vez mais os condutores fogem à circulação em auto-estradas, mas também à circulação em estradas nacionais. Procuram, desta forma, estradas municipais, que atravessam localidades, muitas delas em contexto rural.

Isto acontece por diversas razões, sendo duas delas o custo da circulação em auto-estrada e o facto de nas estradas nacionais as entidades policiais, nomeadamente a Brigada de Trânsito da Guarda Nacional Republicana, colocarem radares de controlo de velocidade, condicionando a velocidade que estes querem praticar.

Ler mais…

Os nossos desejos para 2015

Os nossos desejos para 2015

É hábito a cada final de ano velho ou principio de ano novo ,apresentar-se os votos para o novo ano. E hoje é isso que venho fazer para o ano de 2015. Mas para além dos demais e curriqueiros votos que qualquer um apresenta, os nossos são direccionados ao sector que nos regula; o rodoviário.

São votos que não lançamos ao vento, aguardando que atinjam alguém ou que simplesmente se percam no tempo, na atmosfera, ficando cada um de nós com a sensação de missão cumprida. Não, os votos que desejo apresentar a todos, são votos verdadeiros, reais, exequíveis, alcançáveis, bastando para isso cada um de nós querer alcançá-lo.

Ler mais…

As lombas redutoras de velocidade

lombas redutoras de velocidade

Só ao mencionar a palavra “lomba” que a maioria dos condutores já franze o nariz, como a querer dizer que não gosta do tema, todos conseguem perceber que o que se pretende evitar é a circulação a alta velocidade e não provocar incómodo, mas se um simples sinal a indicar, por exemplo, aproximação de passadeira não induz o condutor a automaticamente reduzir a velocidade, algo mais terá de ser feito, foi para isso que nasceram as lombas redutoras de velocidade (LRV).

Após a construção de vias públicas com o objetivo de maximizar o escoamento de grandes volumes de tráfego, nas últimas décadas o grande aumento de veículos tem sido uma das causas do aumento do número e da gravidade dos conflitos, especialmente entre veículos e peões. Debrucemo-nos sobre o novo tipo de lomba agora muito usado em passadeiras.
Ler mais…