A limpeza dos vidros é essencial para a segurança

Sabemos que uma boa visibilidade é essencial para que a atividade de condução seja bem efetuada. A limpeza dos vidros é também essencial para a segurança. Só vendo para onde vamos podemos manobrar de forma correta.

Assim, deixamos algumas dicas para facilitar a limpeza dos vidros do seu carro. Veja como pode simplificar a tarefa, de forma mais eficaz e sendo mais eficiente. Saiba mais aqui.

As janelas dos carros defendem-no dos mais diversos tipos de sujidade, desde poeiras e folhas. Protegem-no ainda de insetos, dos “temíveis”(ou nojentos) excrementos de pássaros e outros detritos.

Por tudo isso limpar os vidros muito sujos é muito mais difícil do que parece. Começando pela própria forma do vidro dos automóveis que é composto de algumas zonas curvas que não ajuda na tarefa.

Lembre-se que existe mais uma diferença dos vidros de um carro em relação aos de uma casa. A mais evidente é que não tem a vantagem de possuir cortinas para ocultar imperfeições de limpeza.

Toda e qualquer sujidade são ampliadas pela luz solar direta, de modo que o processo de limpeza tem que ser perfeito para fazer o vidro parecer invisível. As imperfeições na limpeza tornam-se em distrações que na condução podem se revelar fatais.

Prepare a limpeza dos vidros antecipadamente

O primeiro passo é escolher o tipo de toalha para limpar os vidros, esta opção pode fazer toda a diferença. Escolha uma toalha de microfibra de alta qualidade. As toalhas de microfibra podem armazenar até oito vezes o seu peso em água.

Estas toalhas possuem uma carga eletrostática que faz com que a sujidade e os detritos sejam levantados e afastados da superfície, em vez de serem arrastados através dele.

Camisolas velhas, toalhas, meias e jornais não são a melhor escolha quando limpar os vidros do seu carro. Provavelmente irão causar danos como arranhões ou manchas.

A última coisa que quer fazer é espalhar a sujidade e os insetos mortos que limpou do seu para-brisa para a próxima janela que limpa. Certifique-se de que tem suficientes toalhas limpas para evitar contaminar uma janela com a sujidade da última.

Caso necessite de diluir algum produto use água destilada. Esta água é livre de contaminantes e minerais. Serve também para evitar os problemas de “água dura” que altera ligeiramente o produto final. Uma vantagem ecológica é que necessita de usar muito menos sabão e detergentes.

Muito importante, garanta que o veículo está frio. O truque mais simples é estacionar na sombra. Se estacionar ao sol, ou o vidro estiver muito quente, impede uma limpeza eficaz. O produto de limpeza evapora antes de ter hipótese de atuar sobre a sujidade.

A limpeza dos vidros

Comece com o para-brisa, seguido pela janela traseira e por fim as janelas laterais. Lave do exterior para o centro. Aplique a solução de limpeza no vidro, não na toalha. Comece na borda externa, trabalhe num movimento para cima e para baixo através do para-brisas.

Enxague e lembre-se de trocar de toalha quando chegar a meio do para-brisas. Complete o processo de secagem, e depois puxe lustro ao vidro para que ele brilhe.

Quando se trata de limpar a janela traseira, use movimentos de limpeza paralelos às linhas do sistema de desembaciamento. Desta forma, consegue que o topo do elemento de aquecimento, de cobre, fique limpo.
Se limpar perpendicularmente as tiras, o pano não pode chegar à borda, porque ele salta de uma tira para a outra. Deixando uma faixa de sujidade em ambos os lados da tira de cobre.

Não esqueça de limpar as lâminas dos limpa-vidros com um pano húmido. Se estiver limpando todo o interior de seu carro, deixe as janelas e o espelho retrovisor para o fim. Assim, evita que algum produto, usado noutra superfície, o suje novamente.

Evite os detergentes caseiros

Use os produtos de limpeza apropriados. Não se deixe iludir porque o produto X ou Y que utiliza em casa cumpre a sua função extremamente bem, nesse ambiente. Muitos dos produtos de limpeza de janelas domésticos contêm amônia, detergentes e álcool, fazendo com que deixem marcas.

Alguns destes produtos de limpeza caseiros não são seguros para usar em vidros especiais como, por exemplo, atérmicos ou coloridos. Podendo danificar ou arranhar a tonalidade. A amónia, por exemplo, ataca o plástico, a borracha, o vinil e o couro.

Sei que alguns pensam que não querem usar produtos químicos e isso é ótimo. Mas essa vontade implica mais disciplina e maior frequência na limpeza. Com um calendário de limpeza regular, será capaz de usar apenas os panos de microfibra e água para a maioria das limpezas. Só esporadicamente precisará de produtos químicos.

Lembre-se que é importante certificar-se de que as janelas ficam completamente secas depois de limpá-las, só assim consegue mantê-las livres de marcas provocadas por resíduos.

Tenha atenção que alguns produtos também provocam a libertação de gases nocivos no habitáculo. Aí já não é só o problema da segurança rodoviária, é diretamente a sua saúde que está em causa!

Foto | MarkScottAustinTX (3 fotos do evento “Bike Wash Sunday” em Twin Peaks, nos EUA), Derek Lee