Bruxelas aprova novos equipamentos de segurança para os veículos

Os deputados do Parlamento Europeu aprovaram um conjunto de novos equipamentos de segurança que os futuros automóveis serão obrigados a ter.

Num esforço para reduzir o número de mortos e feridos nas estradas da União Europeia, os eurodeputados do Comissão sobre o Mercado Interno e Proteção do Consumidor do Parlamento Europeu aprovaram um conjunto de regras para tornar vários equipamentos de segurança avançados presentes em diferentes categorias de veículos vendidos no mercado da UE.

A proposta adapta as regras atuais às mudanças no comportamento de mobilidade resultantes de tendências sociais (por exemplo, mais ciclistas e peões e uma sociedade em envelhecimento) e desenvolvimentos tecnológicos.

Assim, alguns dos recursos avançados de segurança que se tornarão obrigatórios em todos os veículos são:

  • assistência de velocidade inteligente;
  • facilitação da instalação de interlock de álcool (interface padronizado que facilita a instalação de dispositivos de bloqueio de álcool);
  • sonolência do condutor;
  • alerta avançado de distração do condutor;
  • sinal de travagem de emergência;
  • deteção de tráfego numa situação de marcha-atrás;
  • gravador de dados de acidentes (“caixa negra”).

Um avançado sistema de travagem de emergência e um sistema de alerta de desvio de trajetória, ambos já obrigatórios para camiões e autocarros, sob o atual Regulamento Geral de Segurança de Veículos, serão também exigidos para novos automóveis de passageiros e veículos comerciais leves.

O projeto de lei amplia o alcance do sistema de monitorização da pressão dos pneus para cobrir todas as categorias de viaturas.

O Comité do Mercado Interno também incluiu requisitos para proteger os veículos contra ciberataques.

Os deputados alteraram a proposta para garantir que os gravadores de dados de acidentes (a tal “caixa negra”) operem num “sistema de circuito fechado”, em que os dados armazenados não permitem identificar o veículo ou o condutor (os dados recolhidos serão tornados anónimos).

Quando vier a ser aprovada, esta legislação substituirá o atual Regulamento Geral de Segurança de Veículos.

Extratos da votação em vídeo: