Carros com mais de 11 anos envolvidos em 40% dos acidentes

Acidentes com carros antigos

Um estudo recentemente publicado demonstra que em 2013 quatro em cada dez acidentes registados envolveram carros com mais de 11 anos, indicando existir uma relação entre a idade do veículo e a falta de manutenção.

Analisando alguns dos números avançados no estudo realizado pela Segurjoven.com, dos 71.000 sinistros ocorridos em Espanha durante o ano em causa, 28.000 viram implicado um carro com mais de 11 anos. O segundo grupo, que compreendia os automóveis com idade entre 6 e 10 anos, representou 26.500 dos acidentes, enquanto que os restantes 17.300 sinistros envolveram carros que não superavam os 5 anos de antiguidade.

Os dados indicam que a idade do veículo está diretamente relacionada com a segurança do mesmo, sendo que 10 milhões dos 22 milhões de veículos registados em Espanha superam uma década de antiguidade. A razão é simples: os condutores dos veículos mais antigos costumam prestar menos atenção aos pontos vitais que garantem a segurança do carro.

De facto, perante estes dados, a velha questão levanta-se, um carro novo será mais seguro que um carro mais velho, ou a má manutenção é que torna o carro antigo inseguro. Claro que não estamos a falar de demasiado velhos, o estudo fala de carros antigos entre os 6 e os 10 anos, e esses carros têm aproximadamente a mesma tecnologia que os atuais, por isso a meu ver a questão da manutenção é o principal problema.