Conselhos para conduzir uma caravana em segurança

As férias são sinónimo de viagens, de família, de convívio, de hotéis ou outro tipo de alojamento… Alojamento, isso pode sair caro. Que tal juntar tudo e levar a casa atrás? Ou melhor uma versão reduzida da casa.

Uma caravana pode ser a solução para umas férias diferentes e divertidas. Certifique-se que na zona para onde pretende viajar poderá facilmente estacionar este tipo de veículo. Poderá ser necessário procurar zonas de estacionamento específico.

Prepare-se para circular com uma caravana. Rolar com uma caravana é muito diferente de… rolar sem ela e pode transformar por completo a condução. Para começar deverá certificar-se que a caravana está em bom estado. Caso tenha estado parada por muito tempo, certifique-se que está em boas condições.

Verifique se os pneus estão com a pressão correta e piso satisfatório, que a suspensão e restante estrutura estão em bom estado. Preste especial atenção à corrosão. Assegure-se que possui todas as condições para circular sem colocar em risco nenhum utente da via pública.

Passos iniciais

Rebocar uma caravana é mais difícil do que parece à primeira vista e requer alguma preparação. Antes de se aventurar na estrada, comece por se informar que peso o seu automóvel a pode puxar. Consulte o manual de instruções do seu carro.
Algumas modelos revelam-se mais propensos a serem usados para esta tarefa que outros. A nível de motor convém que tenha mais binário, assim assegurará uma maior capacidade para puxar o peso extra.

Não se esqueça que irá necessitar de seguro para a caravana. A nível de equipamento, no mínimo será necessária uma rótula de engate a que se possa atrelar a caravana. Necessitará também de uma tomada elétrica. Esta irá fornecer energia às luzes traseiras, ligando-as às do automóvel.

Um dos fatores mais críticos está relacionado com a organização da carga na caravana. Entre as verificações necessárias, confirme que as gavetas e outros itens soltos são seguros. Não esqueça de verificar que as janelas e as portas estão trancadas.

Objetos pesados devem estar o mais baixo possível e junto dos eixos. Mais uma vez relembramos: certifique-se de que tudo quanto se encontra na caravana está seguro e fixo… 

Sugestões para a primeira vez

Queremos ajudá-lo na sua primeira vez… no mundo do caravanismo! Para isso segue uma lista de sugestões para principiantes em caravanas. Para permitir uma viagem suave e umas férias agradáveis.

O primeiro ponto da lista é… fazer uma lista! Será preciso uma ampla gama de items quando estiver de férias com uma caravana. Alguns dos elementos essenciais incluem extintor de incêndio, calços de roda, espelhos de reboque (caso seja mais largo que a viatura). Convém levar também líquido de refrigeração e óleo de motor.

Existem dois outros items que são universais, fita adesiva forte e um martelo. Servem para acontecimentos que não são previstos, ou sequer imagináveis. Um ajuda a “agarrar” as coisas e o outro a “soltá-las”… mesmo quando não se querem soltar.

Não seja muito violento no acelerador, por razões de segurança e de economia de combustível. Mesmo que sinta vontade de o fazer. Quando efetuar os seus cálculos do consumo de combustível seja realista. O peso e o arrasto aerodinâmico irão reduzir a autonomia normal do seu veículo. Naturalmente que rebocar algo do tamanho de um elefante inchado tem contratempos. O peso extra também deverá ser tido em conta, quando entra no fluxo de trânsito.

Avaliar antecipadamente o fluxo de tráfego é outra técnica útil. Ao observar o trânsito, a uma certa distância à frente, muitas vezes é possível evitar travagens e sustos desnecessários. Como quase tudo na vida após alguma experiência obtemos mais conforto e consistência na execução de determinadas tarefas.

Aproveitando o tema da aerodinâmica, convém referir que viajar a alta velocidade aumenta consideravelmente o consumo. Mas o maior problema das caravanas é o vento lateral. O vento provoca o seu desequilíbrio, conjugado com a maior massa que o veículo apresenta pode revelar-se uma surpresa desagradável.

Esteja preparado para espaços confinados

Mudando um pouco de tema, independentemente da robustez do seu relacionamento, uma viagem em caravana pode ser um teste para si e para o seu parceiro. Uma das melhores sugestões é estar preparado para o facto de que irá viajar num ambiente confinado.

Dêem um ao outro espaço, sempre que possível, já que os limites de uma caravana podem testar relacionamentos. Por exemplo quando um dos adultos lava os pratos na pia da caravana, o outro brinca com as crianças na mesa. Não têm necessariamente de estar todos a fazer o mesmo, ao mesmo tempo.

Ao chegar ao parque de caravanas

O processo de preparação de cada caravana na chegada ao parque difere de uma para outra. No entanto, no geral deve começar por desatrelar a caravana. Primeiro acione o travão de mão e só depois solte-a do seu veículo. Uma vez feito isto deve nivelar a caravana.

Ajuste os 4 apoios existentes nas esquinas da caravana até tocarem o solo. Depois, falta interligar os sistemas de gás e água e conectar as tomadas de energia elétrica. A partir daqui, é confirmar que os sistemas funcionam. Ah! Ainda faltam as cadeiras colocadas do lado de fora da caravana, sentar-se e relaxar.

Ter um equipamento de caravanismo faz de si um alvo para o conselho de “peritos” de segunda viagem. Ouça os caravanistas mais experientes, mas adeque as opiniões deles às suas necessidades. Num parque de campismo a mais importante informação que quem tem experiência no local lhe pode passar é sobre o que existe nas redondezas.

Pode ficar a saber qual a melhor padaria, onde pode encontrar a cerveja mais barata e informarem-lhe de rotas alternativas. Mas não confie nas frases batidas de que “esta estrada é muito mais rápida”. Simplesmente anote a indicação, agradeça e sorria. Mas certifique-se no GPS. Mais informações úteis para os que se vão iniciar a conduzir uma caravana pode encontrar neste artigo sobre reboques.

Foto | MaxPixel, Wikimedia