Em que é que a tecnologia 5G vai tornar os veículos mais seguros?

A conectividade 5G vai oferecer informação preditiva aos condutores para uma tomada de decisão mais rápida e eficaz.

Prever o futuro e evitar possíveis acidentes antes de ocorrerem vai ser possível com a tecnologia de conectividade 5G, já que a maior rapidez de comunicação desta rede avançada permite desenvolver sistemas inteligentes que apoiam o condutor na tomada das suas decisões.

“Até agora, o veículo somente oferecia a informação que o condutor podia ver. Agora, graças à tecnologia 5G, receberá informação do ambiente urbano, antes do condutor o ver”, explica César de Marco, engenheiro da Seat.

O veículo conectado 5G é capaz de detetar peões, ciclistas e obstáculos estáticos, de modo a que os condutores obtenham informação preditiva que lhes permita agilizar e melhorar as suas decisões.

O veículo 5G comunica com os dispositivos que integram a infraestrutura urbana, como câmaras, sinais luminosos e sensores infravermelhos. Por exemplo, os peões são detetados por câmaras conectadas aos semáforos. A informação é enviada para a rede 5G, e depois para o veículo, para que este avise o condutor.

“No caso dos ciclistas, tendo em conta que se deslocam mais rapidamente, recorremos a outras tecnologias. Incorporámos dispositivos eletrónicos na bicicleta e pequenos indicadores eletrónicos na infraestrutura urbana,” afirma César de Marco.

Uma das características da tecnologia 5G é a sua baixa latência, ou seja, o tempo que a rede demora a responder a uma ordem. Por exemplo, o ser humano demora cerca de 150 milissegundos a responder ao tato, à vista e ao olfato. Segundo César de Marco, “com a conectividade 5G, o tempo de reação, desde que o veículo deteta um obstáculo até que este seja comunicado, é de 5 milissegundos.”

Estima-se que os peões, ciclistas e condutores de motos representem metade das vítimas mortais em acidentes de trânsito em Espanha. Com a chegada da tecnologia 5G, estes sinistros poderiam ser reduzidos em 69%, de acordo com as associações automobilísticas internacionais 5G.