Enganei-me no combustível e agora?

“Enganei-me no combustível e agora?“ se já ouviu esta pergunta no posto de combustível, provavelmente deve ter julgado que é uma situação que nunca lhe vai acontecer. Sabia que cerca de 150 000 pessoas colocam o combustível errado no seu carro todos os anos.

Enganei-me no combustível e agora?

O stress e a distração são os maiores culpados destes equívocos.

Se notou que colocou o combustível errado no posto de combustível, não coloque o motor em funcionamento. Não ligue sequer a ignição, pois alguns motores “puxam” o combustível exatamente neste momento. Se o motor não trabalhar pode resolver facilmente a situação.

Informe os funcionários do posto que o poderão ajudar a resolver o caso. Provavelmente a melhor forma será retirar o combustível do depósito. Utilize uma mangueira e um recipiente para onde possa extrair a mistura do depósito. Aspire todo o combustível, reabasteça com o correto e estará livre de problemas.

Só detetei o erro depois de ligar o carro…

Os sintomas de que abasteceu com o combustível errado incluem aceleração errática, falhas de ignição e fumo a sair, com sorte, só do escape. Se suspeita que pôs o combustível errado chame a assistência em viagem.

Assim que o combustível começa a ser bombeado do depósito em direção ao motor, a fatura da reparação começa a subir. Quanto mais tempo o motor trabalhar mais danos poderá ter. A extensão dos mesmos vai depender de uma variedade de fatores.

É muito mais difícil colocar acidentalmente gasóleo num veículo a gasolina do que o inverso. Isso acontece porque a ponta de uma pistola de gasóleo geralmente não cabe no bocal de um depósito de gasolina.

Se o seu carro é a gasolina está um pouco mais protegido contra este tipo de enganos. Obviamente, que se reabastecer através de outra forma não convencional (a partir de um jerrican) a probabilidade de erro aumenta.

O que acontece quando coloca gasolina num motor Diesel?

Além de “alimentar” o carro, o gasóleo age como um óleo de lubrificação que mantém a bomba de combustível e outros componentes a funcionar sem problemas. A gasolina atua como um solvente quando misturada com gasóleo, por isso possui o efeito contrário.

A utilização de gasolina num motor Diesel aumenta o atrito entre as peças. Pode causar também alguma deterioração precoce nas tubagens de combustível. A gasolina pode ter um efeito avassalador num motor Diesel e respetivos sistemas.

A primeira peça afetada provavelmente será a bomba de combustível, pelos motivos explicados anteriormente. Depois estes irão alastrar-se pelo sistema de alimentação até chegar ao motor propriamente dito.

O poder de explosão da gasolina é superior ao do gasóleo. O motor Diesel funciona por compressão, a mistura explodirá muito antes do pistão estar na posição ideal para tal. Vão ocorrer falhas constantes que se irão agravar, conforme a mistura fica mais adulterada.

O que acontece quando você coloca Diesel num motor a gasolina?

Colocar gasóleo num motor a gasolina não é tão mau quanto o contrário. Neste caso, são os injetores os componentes mais prejudicados. Isso deve-se à maior densidade do gasóleo, que os danifica.

O gasóleo precisa de ser comprimido, antes que inflame. Como a compressão é menor num motor a gasolina a explosão não ocorre. O mais provável é que o motor simplesmente deixe de trabalhar.

Os custos prováveis

Se detetou a troca de combustível antes de colocar o motor em funcionamento o custo será apenas o do combustível perdido. Caso seja necessário rever algo na mecânica do seu veículo, é provável que a despesa atinja a centena de euros.

Se houver danos em alguns componentes, o preço subirá rapidamente. Se o combustível circulou no sistema de alimentação atingiu de certeza algum filtro. Esse elemento deverá ser substituído para garantir que mantém a sua capacidade de filtragem intacta, sem adulterações.

A substituição de uma bomba de combustível custa pouco mais de cem euros no caso de ser uma reparação simples. Nas bombas de alta pressão, os valores aproximam-se dos mil euros. O problema é que as contas são cumulativas, de centena em centena facilmente chegará a valores muito elevados.

Foto | Max Pixel